10 Regras Para Mestres, por Monte Cook

Monte Cook oferece 10 regras valiosas para aqueles que querem exercer a função de Mestre de Jogo. Este pequeno artigo foi originalmente publicado no antigo portal da REDERPG em 10 de outubro de 2004 e teve 2.690 leituras. A tradução foi feita por Érika Tuz.

Por Monte Cook
Traduzido por Erika “Tuz”
do Grupo Sefirot para a REDERPG
com permissão do autor

Esta semana temos um pequeno artigo do Monte Cook contendo as regras básicas para os mestres de RPG se saírem bem com seus grupos de jogos. Vindas de sua experiência de mais de 20 anos mestrando e escrevendo rpg. Monte Cook é um dos autores do Dungeons and Dragons 3ª Edição, além de já ter publicado centenas de livros de RPG para os mais diversos sistemas e atualmente comanda a sua editora, a Malhavoc Press (http://www.montecook.com). A tradução é de Tuz, do Grupo Sefirot.

10 Regras para Mestres

As 10 regras mais importantes para mestres de RPG:

10. Não é trapaça usar uma aventura pronta.

9.5 Não é trapaça pegar partes de várias aventuras prontas e incorporá-las na sua.

9. Descubra o tipo de jogo que seus jogadores querem jogar. Certifique-se de que é isto que você está oferecendo (assim como o tipo de jogo que você quer jogar).

8. O jogo é seu (do grupo). O jogo não é dos seus criadores, escritores, participantes de listas de discussão, ou do dono da loja que o vendeu para você. Faça o que você (e seus jogadores) querem.

7. Seja justo. Mesmo que aconteça o que você não tinha planejado. Mesmo se você parecer bobo.

6. Seja consistente. Saiba as regras, ou pelo menos as regras da maneira que você queira usá-las. Se um personagem tenta agarrar um inimigo, deveria ser exatamente como na última vez que ele tentou isso. Conheça seu mundo. Se havia uma janela quebrada na taverna na última vez em que os personagens estiveram lá, deveria continuar quebrada quando voltarem – ou mostrar sinais óbvios de reparo.

5. Seja sério. Apresente aos jogadores um mundo que eles possam entender, no qual eles possam acreditar, e com o qual eles se importem. Não faça nada que lembre os jogadores de que não são personagens neste mundo de fantasia. Normalmente já é muito difícil conseguir verisimilitude, sem estas distrações.

4. Nunca deixe participar do jogo alguém com quem você não gostaria de passar uma tarde fazendo outra coisa.

3. Se você é capaz de mestrar um bom jogo de maneira improvisada, provavelmente poderá mestrar um jogo bem melhor com um mínimo de preparo e planejamento. Não tema um pouco de trabalho. Seus jogadores merecem isso.

2. Seja interessante. Faça a atuação dos NPCs como se cada um fosse uma pessoa de verdade. Use vozes, expressões faciais, gestos, postura, adereços, ilustrações de livros ou revistas, diagramas, croquis, efeitos sonoros, música ou qualquer outra coisa que puder. Mesmo se isso o fizer parecer bobo (porque isto não acontece – faz você ficar interessante).

1. Lembre-se, é um jogo. É para ser divertido. Divertido para todos sentados na mesa.

Publicação original em: 30 de dezembro, 2001
Traduzido e publicado com a permissão do autor
All content © 2004 Monte Cook.
Link Original: http://www.montecook.com/arch_dmonly12.html

 

Comments

comments

Um comentário em “10 Regras Para Mestres, por Monte Cook

  • 22 de novembro de 2013 em 9:39
    Permalink

    Achei interessante que na dica 9.5 ele fala de truque, e usar um 9.5 em “10 dicas” é uma espécie de truque também srsr ;)

Deixe uma resposta