D&D 5ª Edição: Escolha seu Caminho: Clérigo

D&D 5ª Edição: Escolha seu Caminho: Clérigo

Sua classe é a principal definição do que seu personagem pode fazer na paisagem mágica extraordinária de Dungeons & Dragons. Uma classe é mais do que uma profissão; é o chamado de seu personagem.

Clérigos são intermediários entre o mundo mortal e os distantes planos dos deuses. Tão variados como os deuses que servem, eles se esforçam para incorporar a obra de suas divindades.

Quando um clérigo escolhe uma vida de aventureiro, geralmente é porque o seu deus exige. Os objetivos das divindades exigem que eles tenham agentes mortais no mundo, e buscar esses objetivos muitas vezes envolve enfrentar os perigos para além das paredes da civilização e segurança, destruindo o mal ou procurando relíquias sagradas em tumbas antigas. Também se espera que muitos clérigos ajudem e protejam os devotos de suas deidades, o que pode significar combater orcs que ameacem uma aldeia, negociar a paz entre nações em guerra, ou selar um portal que permitiria que um príncipe demônio entrasse no mundo.

A maioria dos clérigos aventureiros mantém alguma ligação com ordens e templos estabelecidos de seus credos, e essas conexões, por vezes, podem levá-los também para aventuras. Um templo pode pedir a ajuda de um clérigo, ou um sumo sacerdote poderia estar em posição de exigir isso.

Magia divina, como o nome sugere, é o poder dos deuses, que flui a partir deles para o mundo. Clérigos são canais para esse poder, manifestando-o como efeitos milagrosos. Os deuses não concedem esse poder de ânimo leve ou para todos os que buscam, mas apenas para aqueles que eles escolhem para cumprir uma vocação. O aproveitamento da magia divina não depende de estudos ou de treinamento. Um clérigo pode aprender orações em textos e ritos antigos, mas em última análise, a capacidade de lançar magias de clérigo se baseia em devoção e em uma compreensão intuitiva dos desejos de uma divindade.

Clérigos combinam a magia útil de cura com a inspiração em seus aliados através de magias que prejudicam e dificultam seus adversários. Eles podem inspirar temor e medo, rogar maldições de peste ou veneno, e até mesmo fazer descer chamas dos céus para consumir seus inimigos. E, às vezes, os malfeitores são presenteados com uma maça na cabeça, por isso clérigos não negligenciam treinamento de combate e podem partir para o corpo a corpo.

Um Breve Olhar no Passado

Uma descrição do conceito da classe do Livro do Jogador da 2ª Edição:

“A classe clérigo é similar a certas ordens religiosas de cavalaria da Idade Média: os Cavaleiros Teutônicos, Os Cavaleiros Templários e os Hospitalários. Essas ordens combinavam treinamento militar e religioso com um código de proteção e serviço. Os membros dessas ordens erar treinados como cavaleiros e dedicavam-se ao serviço da igreja. Essas ordens eram frequentemente encontradas nas fronteiras do mundo cristão, seja na orla das regiões selvagens ou em terras devastadas pela guerra. O Arcebispo Turpin (da Canção de Rolando) é um exemplo deste tipo de clérigo. Ordens similares também podem ser encontradas em outras terras, como os Sohei no Japão.”

Tradução: Marcelo Telles
Coordenador da REDE
RPG

Fonte: dnd.wizards.com/dungeons-and-dragons/what-is-dnd/classes/cleric

dd_classes_cleric

Comments

comments

Have your say!

0 0
Written by

Leave a Reply

Lost Password

Please enter your username or email address. You will receive a link to create a new password via email.

Sign Up

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.