Entrar
Ir para
Pesquisa
Novidades na RedeRPG!

Cade a REDE que estava aqui?


Não, o dragão não comeu... Mas nos mudamos de endereço, gerenciador, layout... Vá lá conferir!

A NOVA REDERPG em www.rederpg.com.br/wp



Estaremos mantendo esse espaço como arquivo. Se o artigo ou download que você estiver procurando não puder ser encontrado, é bem provável que ele já tenha sido transferido pro site novo . Se você possui conversas importantes em nosso fórum, aproveite para fazer um backup. Avisaremos no novo site quando formos deletar esse espaço.


Tópicos das notícias

RPG: D&D : Tutorial para Novos Jogadores: O Nome do Personagem
Enviado por RedeRPG em 31/12/2006 00:02:00 (33821 leituras) Notícias do mesmo autor
RPG: D&D

Por Jason Nelson-Brown
Fonte: Wizards
Tradução: Gilvan Gouvêa
Equipe REDERPG

Vamos tirar um pequeno descanso dos aspectos mecânicos da criação do personagem para pensar em algumas coisas tão básicas que não pensamos muito até alguém perguntar, “Qual é o nome do seu personagem?” Na seção de raças do Livro do Jogador, existe uma lista de nomes comuns para cada raça, tanto masculinos quanto femininos, que podem ser muito úteis a menos que você seja humano. Não há sugestões para nomes de personagens humanos, e os humanos podem ser a raça de personagens mais comum de todas. Então, onde você vai olhar quando procurar por um nome de personagem?

Muitos de nós começamos a jogar D&D porque fomos inspirados por um livro ou filme, mais frequentemente Senhor dos Anéis. Entretanto, você geralmente não quer dar o nome do seu personagem copiando o personagem principal de um livro ou quadrinho. Eu quero dizer, sejamos francos. Se você fizer um elfo arqueiro e der o nome de Legolas, você vai parecer um tipo de idiota. Contudo, se você gosta do som dos nomes de Tolkien, existem toneladas de nomes em livros de Tolkien que você ainda terá uma grande sensação de fantasia neles mas não serão tão reconhecíveis quanto dos personagens principais. Olhe no Tolkien Compendium ou nos apêndices do Retorno do Rei ou do Simlmarillion. Caramba, olhe no mapa; ninguém disse que você não pode usar o nome de um lugar da Terra Média como nome do seu personagem. Erebor, Golfimbul, Dol Amroth, Baraduin, Nimrals... existem vários deles. Há tanto material de Tolkien por ai que é um lugar fácil para começar, mas a maioria das series de fantasia fazem o mesmo, especialmente livros com glossários ou apêndices.

É claro, não há motivos para limitar-se à fontes de fantasia. Existe uma infinita variedade de personagens na literatura e história, alguns famosos, outros obscuros. Meu primeiro personagem de D&D chamava Tjaden, igual a um dos soldados alemães de All Quiet in the Western Front (Sem Novidade No Front) , apenas porque eu gostei do nome do cara. Eu não lembro muito do personagem, exceto que como a maioria do esquadrão, ele morre durante a história! Shakespeare é uma grande fonte de nomes, mas qualquer obra de historia ou literatura os terá. Às vezes, como Tjaden, o próprio nome atinge o seu gosto. Às vezes existe algo sobre o personagem que você gostaria e que ele representa. Eu decidi dar àquele personagem um sobrenome, e eu pensei no meu personagem (um paladino com um alto valor de Inteligência) como um pensador tático e comandante militar, e eu encontrei no mesmo livro o nome do General Erich Ludendorff. Eu achei que Tjaden Ludendorff soava bem, e voilà, o personagem tinha um nome.

Outra grande fonte de nomes pode ser encontrada nos esportes. Eu não acho que atletas têm nomes mais interessantes do que o resto de nós, mas se você tem um atleta favorito ou apenas olhar nas listas de esportes você pode encontrar uma lista generosa de nomes, geralmente de uma variedade de culturas e antecedentes. O melhor de tudo são os Jogos Olímpicos, porque você tem literalmente um mundo de nomes, muitos dos quais podem dar o toque exótico ou incomum que cria um grande nome de fantasia. Natalia Semyenova, Aziz-ud-din Abdur-raoof, Nasrallah Worthen, Surya Bonaly, Svetlana Boguinskaya, Tanith Belbin, Apolo Anton Ohno, Naim Suleymanoglu, Jiri Zapletal… novamente, a lista é infinita.

Às vezes o nome do personagem pode nascer do bom humor ou da esperteza. Uma jogadora em meu jogo semanal gosta de costurar, então ela chamou sua arqueira arcana elfa de Quilten Singer (Costureira Singer), por causa do seu hobby de costura e da companhia de maquinas de costura Singer. Seu bardo poderia ter o nome do seu cantor ou guitarrista de rock favorito, seja Eddie Vedder ou Yngwie J. Malsteen. Ele poderia ter um trocadilho como Danger Ranger, um personagem de comédia como Ed O’Neill, o pai bebedor de cerveja de Married with Children (Um Amor de Família no Brasil). Se seu personagem é um thri-kreen, seu personagem poderia ser Davey Cricket. Caramba, você poderia dar o nome do seu personagem da primeira palavra que você visse depois de terminar de jogar seus valores de habilidade, o que pode terminar com um mago chamado Aspartame! Por outro lado, tome cuidado com os nomes de comédia. Se seu grupo de jogadores suspira toda vez que você apresenta seu personagem, você pode querer pensar melhor no seu nome.


Geradores de Nomes

A internet também é uma grande fonte de nomes. Você pode procurar por coisas como “gerador de nomes” ou “gerador de nomes aleatórios” ou “gerador de nomes de fantasia” e encontrar uma grande quantidade de páginas que criam os nomes por você. Eles são geralmente escolhidos de uma lista que alguém colocou em um banco de dados, ou às vezes eles realmente geram seqüências aleatórias de letras de acordo com as regras determinadas.

Você pode encontrar geradores de nomes de diferentes países, de diferentes fontes de fantasia, ou até nomes de lugares em Latim. Faça alguns e veja se eles funcionam para você. Se não gostar do que conseguir, continue clicando ou modifique algo que soe quase bom. Ou, de uma olhada no gerador de nomes da página da Wizards:
http://www.wizards.com/default.asp?x=dnd/dnd/20010208b.



Uma das melhores opções, contudo, é falar com o seu Mestre. Seu Mestre pode ter criado um mundo (ou esteja usando um publicado) onde existem idiomas e culturas estabelecidos. Alguns mundos de fantasia não parecem ter muita variedade de reinos e paises há milhares de quilômetros de distância, mas o seu pode ter mais diversidade. O povo do Reino de Aparna pode ter nomes que soem como os italianos enquanto o povo de Cecala tem nomes centro-americanos e em Sufana eles parecem árabes. Se este é o caso, o seu Mestre pode ter uma lista de nomes ou pode dar sugestões do tipo de som que os nomes de personagens teriam em diferentes regiões do mundo.

Esta é uma chance de aprender mais sobre o mundo onde você vai jogar e também ajuda o seu personagem a ter um lugar no mundo. Você pode ter um apelido como Ferrão o guerreiro, ou Sepultura o necromante, ou Queimadura o mago do fogo, mas seu personagem também tem um nome “real”, um que o liga a um lugar do mundo e o ajuda a determinar como o personagem irá se comportar com pessoas de outras terras e outras culturas.

O que é um nome, no fim das contas? Ele diz muito sobre o que você está pensando quando pensou no seu personagem. Ele também é o ponto de partida para pensar sobre o jogo no mundo, sobre o personagem como uma pessoa. Uma vez que você tenha um nome, que tal pensar sobre seus olhos, seu cabelo, sua pele? E sobre suas roupas, seu estilo, como você fala, como você anda? Você pode conversar com os outros jogadores como se você estivesse ligando os personagens, e você pode pensar se você quer que todos venham do mesmo lugar ou foram colocados juntos, vindos de diferentes culturas e terras. Como vocês irão se dar bem? Às vezes como um novo jogador, é fácil ficar envolvido com os números em D&D, uma vez que é um jogo com tantos números para acompanhar, mas algo tão simples quanto decidir do que você vai chamar seu personagem, sua personalidade dentro do jogo, pode ser o começo para colocá-lo no clima e no pensamento do que seu personagem como um todo.

Da próxima vez, vamos voltar para os números e começar a olhar as perícias e talentos e como usá-los para personalizar seu personagem.


Sobre o Autor

Jason Nelson-Brown
vive em Seattle com sua esposa Kelle, as filhas Meshia e Indigo, o filho Allen, e o cachorro Bear. Ele é um Cristão renovado ativo e compromissado que começou a jogar D&D em 1981 e atualmente mestra uma campanha semanal enquanto joga outras duas alternadamente.

Gilvan Gouvêa sabe que seu nome tem origem simples. Gilvan vem de Giovanni, que significa simplesmente João. Tirando esse momento cultural, voltemos ao básico: ele traduz alguns artigos e aventuras para a REDERPG.

Página de impressão amigável Enviar esta história par aum amigo
Turbinado pelo XOOPS 2.0.18 © 2001-2008
Os artigos aqui publicados são de propriedade e responsabilidade de seus autores. Não os copie sem prévia permissão.
© 2002 - 2008 . Rede RPG. Todos os direitos reservados
(1995 - 1999 : Trails-RPG)
Design Original by Cláudio Delamare