Porque jogo GURPS?!

Depois de quase duas décadas jogando RPG e depois de muitos sistemas, hoje GURPS é meu livro de cabeceira. Não pretendo com esse artigo tentar convencer que GURPS é o melhor sistema, mas mostrar que pode ser uma boa solução para quem não tem mais todo aquele tempo para investir em nosso querido hobby. O grande problema é que com o tempo acabamos jogando cada vez menos, e o RPG passa a ser mais um pretexto para reunir os amigos, comer pizza e tomar refrigerante relembrando momentos nostálgicos do que ser realmente pelo ato de jogar RPG. Contudo com o

Ler mais

Tagmar e seus 20 anos

O primeiro RPG nacional completa 20 anos, marcados pela polemica, coragem e pioneirismo. Amado, refutado, difamado, (in?)justamente(?) criticado, dado como morto, ressurreto, fracassado, triunfante … todos estes termos podem se aplicar a Tagmar e, ao mesmo tempo, são incapazes de defini-lo por completo! O título do artigo pode denotar que se trata das inovações trazidas pelo projeto Tagmar II nos últimos anos, mas na verdade não é exatamente isto. Uma das funções do historiador é dialogar com o passado refletindo não somente o que havia de permanente, mas também de originalidade, é buscar aquilo que ficou encoberto, é lançar luz

Ler mais

Crise Americana e a 4ª Edição

Jogador brasileiro adora uma polêmica, crise é mais popular que D20, Brujah e GURPS. Mas algumas polêmicas servem para levantar questões e discussões sobre o mercado e a percepção dos jogadores sobre o RPG. O jogador comum tem uma visão distorcida do mercado e em tempos de internet, onde qualquer pessoa pode criar afirmações e informações, o que seria informação vira desinformação. A crise sobre a dívida do tesouro americano lembrou bastante os problemas que a 4ed vem enfrentando. Enquanto se desenrolava a novela da crise americana, era possível ouvir vozes gritando – “tomara que quebre!” “é o fim do

Ler mais

O Futuro do Dungeons & Dragons – Parte 2

Ontem eu escrevi como O Futuro do Dungeons & Dragons parece ser, considerando o que a presente edição nos oferece como jogadores, a fim de obter uma noção do que poderia estar à frente para o jogo. A série atual Legends & Lore de Mike Mearls fornece alguma luz sobre o que os desenvolvedores estão pensando a respeito, e eles estão claramente levando em consideração o feedback dado pelos jogadores. Por que mais estaria o Mike escrevendo essa coluna? Em resumo, os finos camaradas da Wizards of the Coast querem criar uma experiência de jogo que nós, os jogadores, queremos

Ler mais

O Futuro do Dungeons & Dragons

Acontece todo ano, logo após a GenCon. Eu não sei se é a ressaca de uma grande semana de jogos, que eu perdi esse ano, ou se é a pletora de novas informações que a GenCon traz para nós, mas a essa altura do ano sempre me faço a pergunta: E agora? Pra onde vamos daqui? Normalmente temos uma clara imagem do que está porvir nos próximos 12 meses no Seminário D&D Preview. Entretanto, este ano nós temos apenas destaques para poucos meses à frente. A principal razão para isso é que Mike Mearls acabou de assumir como o homem

Ler mais

O Novo Paradigma do RPG Brasileiro

Muitos jogadores mais jovens, aqueles com por volta de 26 anos ou menos, andam se equivocando, achando que estamos entrando em uma nova “Era de Ouro” do RPG Brasileiro – e alguns até mesmo chegam a dizer que estamos começando “a” Era de Ouro do hobby no país. Isso por conta do bem vindo surgimento de várias pequenas editoras e iniciativa independentes do ano passado para cá. Mas esses jogadores desconhecem como era a realidade do RPG Brasileiro na década de 1990, antes do fatídico Caso Ouro Preto, o primeiro dos três crimes em que o nosso hobby foi erroneamente

Ler mais

O que há com a Devir?

Fazem 6 meses que a Devir não lança nenhum produto de Dungeons & Dragons. Fazem 7 meses que o GURPS 4ª Edição Módulo Básico: Campanhas deveria ter sido lançado (a informação mais recente é que ele será lançado finalmente agora em setembro). E novamente ouve-se uma pergunta que infelizmente já é bastante recorrente no RPG brasileiro: o que há com a Devir? Não é a primeira vez que isso acontece. Na época da 3ª Edição de D&D, houve também um hiato de um ano entre os lançamentos de suplementos para a linha. Mas o que nos deixa especialmente frustrados, é

Ler mais

Post Mortem: Vampiro – O Réquiem e A Máscara

Resenhas em geral, são feitas aproveitando-se da novidade. No caso dessa série de artigos, os livros do Novo Mundo das Trevas (nMdT) serão analisados anos após seu lançamento. Afinal, podemos agora comparar melhor os livros sob outra luz, inclusive mais objetiva e justa, em relação ao Antigo Mundo das Trevas (aMdT). Como a série pretende tratar de livro básicos e de linhas de livros que não foram lançadas ainda em português, optei por utilizar uma mistura, dando os nomes em português dos sistemas que já foram traduzidos e em inglês aos que ainda não foram (evitando uma tradução não-oficial). Vampiro

Ler mais

Mundo das Trevas, Post Mortem.

Resenhas em geral, são feitas aproveitando-se da novidade. No caso dessa série de artigos, os livros do Novo Mundo das Trevas (nMdT) serão analisados anos após seu lançamento. Afinal, podemos agora comparar melhor os livros sob outra luz, inclusive mais objetiva e justa, em relação ao Antigo Mundo das Trevas (aMdT). Como a série pretende tratar de livro básicos e de linhas de livros que não foram lançadas ainda em português, optei por utilizar uma mistura, dando os nomes em português dos sistemas que já foram traduzidos e em inglês aos que ainda não foram (evitando uma tradução não-oficial). O

Ler mais

WoW: Quando o Jogo vira trabalho

WoW: Batendo o ponto pela última vez – Quando o Jogo vira trabalho World of Warcraft (WoW)definiu como descrevemos e jogamos jogos onlines. Em poucos anos ninguém lembrará de Second Life, Sims Online, Lineage, mas World of Warcraft surgirá em paródias televisivas nos próximos 30 anos. Quando menos esperarmos, lá estará Thrall enfeitando a mesa da sala do grande hit do verão no meio do século. Warcraft é um fenômeno cultural. E o melhor MMO já desenvolvido. Então porque está sendo tão fácil largar o jogo após 4 anos de diversão? Durante 4 anos fui um assíduo frequentador do mundo

Ler mais

O novo “Monster Builder” – falha da comunicação da Wizards

Bem, como o pessoal que freqüenta o site já deve saber, sou assinante do D&D Insider da Wizards e, como membro da Equipe REDERPG, costumo deixar aqui comentários e artigos sobre o serviço de vez em quando. Pois bem, se vocês têm acompanhado as notícias da Wizards nos últimos tempos devem saber que ontem, dia 22/03, era o dia marcado para o lançamento do novo Monster Builder da Wizards of the Coast. Você podem inclusive checar a tradução feita pelo Hayashi do texto de lançamento aqui nesse link >> http://www.rederpg.com.br/wp/2011/03/novo-monster-builder-do-ddi/ Como vocês também sabem, sou fã do D&D 4 e,

Ler mais

Arquivo REDERPG: 7th Sea: Fantasia em Capa e Espada

Com este novo portal, muita coisa mudou na organização e demos uma grande “enxugada” nos setores de RPG, deixando-os mais de acordo com a atual realidade do nosso mercado. Contudo, aos poucos vamos resgatando para as novas gerações de jogadores jogos que saíram de linha, mas que valem muito a pena serem jogados, se um dia alguém tiver a oportunidade. Um dos meus RPGs favoritos – talvez o meu favorito – é o 7th Sea. Confiram a seguir uma resenha que fiz para a extinta Dragão Brasil, e que depois foi republicada no antigo portal.   7th Sea: Fantasia em

Ler mais

Novos Alicerces – Pathfinder vende mais que D&D em 2010.

A Black Diamond Games é uma importante loja de games na Califórnia. Seu dono mantém um blog com informações muito diretas e sinceras sobre o mercado. Você já viu várias traduções de postagem da Black Diamond aqui na REDE. Dessa vez, ele faz uma análise das vendas de RPG em 2010, com revelações surpreendentes… Ou nem tanto assim. Ano passado, nesta época, relatei que nossas vendas de RPG caíram 20% em 2009. Este ano posso informar que, felizmente, elas subiram 15% em 2010. É parte da montanha-russa do padrão de vendas, mas a grande tendência em 2010, no caso de você não ter prestado atenção, foi o Pathfinder. Veja a tabela do ano passado, mostrando que o D&D foi arrastando para baixo  nossos números. Ela também mostra o que eu agora considero uma dependência pouco saudável da venerável marca.  

Ler mais

Arquivo REDERPG: O artigo mais antigo do REDERPG

Conforme falamos ontem no FAQ sobre o novo portal, o setor Arquivo REDERPG agora será semanal, pois terá o intuito de trazer todo material do antigo portal que ainda pode ser usado pelos novos jogadores para o novo REDERPG. Começando esta nova fase de nosso Arquivo, trazemos o artigo mais antigo publicado no velho portal, do primeiro ano de nossa existência, quando as atualizações ainda eram mensais (há resenhas que são mais antigas, mas ele acabou ficando como mais antigo por ter sido o primeiro a ser migrado para PHP, quando as atualizações se tornaram diárias). d20: Os Vinte Lados

Ler mais