Crônicas de Aurínea: Aurora

– Este mundo está podre! – Disse Dária enquanto observava o sangue desaparecer por entre as frestas do assoalho de madeira antiga – Este mundo está podre! *** [E]ra o fim da tarde e Úster, o grande sol escarlate, caminhava vagarosamente rumo ao horizonte anunciando que em breve a noite e as estrelas tomariam o mundo. Era o último dia de Ásturas, o dia dedicado a lua, e como de costume as portas do aposento se abriram pouco antes do grande sol tocar o horizonte com as serviçais trazendo água quente para encher a grande tina de madeira assim como toalhas

Ler mais

Os Bairros de Noirah

A cidade é dividida em 4 bairros circulares; o mais luxuoso  é o distrito posicionado no centro, conhecido como Bairro Central . Os limites da cidade são definidos pela muralha externa, uma estrutura inquebrável, que separa Noirah do enigmático semiplano ( rumores afirmam que não existe nada além da cidade, só um vazio gelado e escuro. Não existem muralhas separando os bairros. O Bairro Central Esplendor em toda parte; aqui está o Palácio de Vaniriel, A Torre do Relógio, diversas mansões, fortes e torres de nobres (porem, não há cassinos ). As “noites” são bem agitadas, graças as festas e

Ler mais

Despertar

Já faz muitos anos que jogo RPG e que estou mergulhado nesse mundo que tanto me fascina.  Durante todo esse tempo transitei por vários sistemas e edições, principalmente de jogos consagrados como Dungeons & Dragons, GURPS e o Mundo das Trevas, mas também de muitas criações minhas e de regras da casa. Uma de minhas criações foi um jogo de supers com as regras do D&D da terceira edição, Despertar, que compartilho com vocês nesse momento. Despertar nasceu após um longo período de jogos no universo da fantasia clássica do D&D. Com vontade de experimentar algo novo me dispus a

Ler mais

Noirah, Cidade da Luxúria

Além de nossa realidade, em um semiplano distante, existe uma cidade estranha que incansavelmente satisfaz os desejos de incontáveis seres, sob a proteção de um misterioso ser angelical chamado Vaniriel. Qualquer prazer pode ser obtido em Noirah… por um preço. Sejam bem-vindos à Cidade da Luxúria.  A Origem A alguns séculos, o misterioso e reservado ser que hoje conhecemos como Vaniriel decidiu transformar o semiplano que outrora foi seu esconderijo secreto em uma metrópole planar onde ele seria o único governante, adquirindo riquezas e almas ao satisfazer os desejos oriundos de todo o Multiverso. Os primeiros habitantes de Noirah foram

Ler mais

REIGN (resenha)

Escrito por Greg Stolze em 2007 e financiado através de um projeto no Kickstarter, REIGN é um livro de forte marca autoral, que pode ser encarado como um livro de RPG comum, ou algo mais. Por algo mais, quero dizer que REIGN não apenas possui cenário e sistema próprio, mas também um sistema de regras para “companhias”, e um texto com características ensaísticas que discute desde romance no RPG, até como deve ser terminada uma campanha (se há, ou não, um “happy end”). Cenário REIGN é um RPG de fantasia único, no qual o cenário é um mundo plano, formado

Ler mais

Publique seu cenário pela RedBox – Concurso

Estamos pré-anunciando (o povo da Redbox adora um “pré”, repararam?) um grande concurso para o ano de 2012. Vamos abrir uma seleção pública para escolher um cenário (para o OLD DRAGON, claro!) a ser publicado para a editora em 2012, afinal… …que mestre nunca sonhou em publicar o seu cenário caseiro? Ainda vamos discutir internamente o formato, as etapas, as regras e outras informações importantes antes de anunciar a coisa de maneira mais clara e organizada. Por hora a intenção é que seja feito um pouco na medida do que a Paizo realiza com o seu RPG SuperStar, ou seja,

Ler mais

Arquivo REDERPG: Legião, cenário de Antônio Sá Neto

Legião, cenário criado por Antônio Sá Neto (do Old Dragon) e Leonardo Oliveira, apresentava o mundo Ry’anon e trazia sua mecânica específica para o antigo sistema d20 da 3ª Edição. Ele foi um dos PDFs mais baixados da REDERPG e no primeiro mês que foi disponibilizado, arrebentou com a banda do portal, tamanho foi o seu sucesso. Enquanto aguardamos sua nova versão para o sistema Old Dragon, conheçam um pouco do mundo de Ry’anon e sua legiões de mortos-vivos! (publicado originalmente em 07/08/2003 – 1976 leituras)   Legião No Mundo de Ry’anon, você se transportará, para um mundo de fantasia

Ler mais

KQ: Facções Memoráveis: A Virga Distante

Organizações reforçam a verossimilhança e a dinâmica do mundo de campanha. Elas servem de suporte a tramas contínuas, fornecem pontos de referência estáveis entre aventuras e fazem com que o mundo evolua mesmo quando os PdJs estão ocupado em outro canto. Cada artigo desta série apresentará uma nova organização, completa com ataques compartilhados e poderes utilitários – parecido com os temas de monstros. Cada uma incluirá metas variáveis para dar a seus membros um toque único e memorável. Cada mestre deve encontrar uma, ao menos, que sirva às necessidades da campanha – como aliadas, adversárias ou simplesmente como um grupo

Ler mais

Projeto: Contos de ERA

Já pensou em publicar um livro? Quem sabe não chegou a sua hora. Participe do projeto ANTOLOGIA DE ERA. Para participar basta escrever um conto, sem limite de tamanho (use apenas o bom senso) para não minar a criatividade do escritor – o único requisito é que o conto tenha como plano de fundo o cenário de ERA. Vários escritores estão participando… inclusive com participação especial da autora Helena Gomes. Venha participar também deste projeto que tem como objetivo lançar no mercado nacional jovens talentos que muitas vezes não tem oportunidade de mostrarem o que sabem fazer no ramo da

Ler mais

Reia irá migrar para o D&D 4ª Edição

Saudações, heróis! Eu venho a público informar, com a concordância da Editor Caladwin, que Reia, o nosso cenário de fantasia, irá migrar para o sistema da 4ª Edição de Dungeons & Dragons. Com isso, o próximo livro da linha, Reia: O Califado, já usará a mecânica da nova edição de D&D. Apesar dessa mudança, que se refere aos livros e produtos do cenário daqui em diante, continuaremos dando suporte aos jogadores que ainda usam a edição 3.5 do sistema d20, a quem também sugerimos a futura aquisição do Reia: O Califado. O suporte ao antigo sistema será feito através de

Ler mais

Reia: As mudanças no cenário na 4ª Edição de D&D

Saudações, heróis! Como todos devem ter lido na coluna passada, Reia está migrando para a Quarta Edição de D&D. Para alguns isso seria um “sinal do Apocalipse”, enquanto para outros seria algo impossível, por acharem o D&D 4ª Edição mais poderoso que a versão anterior. Mas muitos sequer pensaram no que torna Reia especial dentre todos os mundos de RPG nacional. Ele é o mundo em que a magia tem o menor peso e de longe é o único em que os deuses sequer olham para baixo e ficam intervindo. Algo que os livros básicos do D&D 4ª explicitam bem.

Ler mais

A Fé Zionista

Mui digníssima senhora Régia Princesa Magus Diedre Ladassia, herdeira da antiqua e celeste Rainha Viviane Tudori, vigésima terceira rainha por indicação divina e fundadora do colegiado eclesial de Hiperbória. Venho aqui através desta missiva complementar a carta redigida pelo líder da exploração continental Dirk Loech. A carta anterior que vossa sereníssima alteza leu era pertinente a um dos povos humanos que habitam os impérios continentais. Pois bem, mestre Dirk provavelmente relatou apenas o que ele pode vivenciar e presenciar, mas mesmo assim ele não relatou tudo para vossa sereníssima alteza. Ele se esqueceu de relatar os pequenos detalhes do cotidiano

Ler mais

Liber Magiae – A Ordem Arcana Minosiana

“Magia clauis criationis est” (A Magia é a chave da criação) Lema da Ordem Arcana Minosiana Para a grande maioria da população, como para uma boa parte do clero e até entre a nobreza de Eurone, a Ordem Arcana Minosiana é vista como uma sólida organização que se dedica ao estudo da magia arcana pelo continente. Contudo, essa fachada é aparente, pois na verdade ela é formada por uma dezena de pequenas ordens, chamadas de Casas, unidas por um objetivo, crença e código de honra comum. Conheçam, a seguir, um pouco da história da Ordem e das Casas que a

Ler mais

Os Drakzynia, a raça de meio-dragões celestiais

Saudações, aventureiros! Um dos elementos que os jogadores mais gostaram do Guia de Isaldar foi a nova raça dos drakzynia (drakzya, no singular), a raça de meio-dragões de sangue celestial. Introduzidos no Crônicas da 7ª Lua – Cenário de Campanha, os campeões de Khazantar receberam sua mecânica de jogo no Guia de Isaldar: uma raça sem NEP (nível equivalente de personagem), podendo assim ser adquirida no 1º nível de personagem, mas possuindo níveis raciais que podem ser adquiridos para despertar o sangue dracônico dos Guardiões do Leste. A existência do dos drakzynia não impede o uso do modelo meio-dragão do

Ler mais

Halflings: os mestres dos subterrâneos das cidades

Saudações, heróis! Quando eu estava desenvolvendo o Réia, uma das questões que me deram algum trabalho foram os halflings. Enquanto as demais raças foram facilmente colocadas no cenário, tendo cada uma um papel claro, o mesmo não acontecia com os “pequeninos”. Ainda mais que eu coloquei os gnomos com o perfil clássico de “vilas em colinas”, normalmente ocupado pelos halflings: os gnomos seriam os “primos” dos anões e fariam suas comunidades próximas às dos Senhores das Pedras – e eventualmente em feudos humanos. Mas e os halflings? Onde eles se encaixariam? Para resolver isso fugi um bocado dos conceitos usuais

Ler mais