D&D 5ª Edição: Conheça seus Inimigos: Yuan-ti

Um povo serpente desprovido de compaixão, os yuan-ti manipulam outras criaturas despertando suas dúvidas, evocando seus medos e elevando suas esperanças para em seguida esmagá-las. De templos remotos em selvas, pântanos e desertos, os yuan-ti planejam suplantar e dominar todas as outras raças para se tornarem deuses. Os yuan-ti constroem seus templos maciços em terras inóspitas para outros povos. As emoções humanoides são igualmente estranhas à maioria dos yuan-ti, que entendem o sentimento apenas como uma fraqueza explorável. Um yuan-ti vê o mundo e os eventos de sua própria vida com um pragmatismo tão extremo que é quase impossível manipular,

Ler mais

D&D 5ª Edição: Conheça seus Inimigos: Urso-Coruja

Os estudiosos há muito debatem as origens do urso-coruja. A teoria mais comum é que um feiticeiro demente criou o primeiro espécime cruzando uma coruja gigante com um urso. No entanto, elfos veneráveis afirmam ter conhecido essas criaturas há milhares de anos, e algumas fadas insistem que os ursos-corujas sempre existiram na Agrestia das Fadas. Penas cobrem a pele grossa e peluda de seu corpo de urso e as pupilas límpidas de seus grandes olhos redondos olham furiosamente de sua cabeça de coruja. A reputação do urso-coruja de ferocidade, agressividade, obstinação e completo mau humor fazem dele um dos predadores

Ler mais

D&D 5ª Edição: Conheça seus Inimigos: Tríbulo Brutal

Um horror abominável do fundo da terra, um tríbulo brutal enterra-se em complexos de cavernas, masmorras ou nos assentamentos do Subterrâneo em busca de alimentos – especialmente da presa humanoide que tanto anseia. Aqueles que tiveram a sorte de sobreviver a um ataque de um tríbulo brutal, muitas vezes se lembram pouco do incidente, graças ao olhar desse monstro que embaralha a mente de sua presa. Um tríbulo brutal é um jaganata do Subterrâneo e um desafio superior para a maioria de grupos de viajantes subterrâneos. Felizmente para a sua presa, um tríbulo brutal geralmente caça sozinho. Assemelhando-se a um

Ler mais

D&D 5ª Edição: Conheça seus Inimigos: Slaad

As únicas criaturas nativas do reino inóspito do Limbo são os batraquianos slaadi, que prosperam na torrente caótica elemental. Através das vistas selvagens do Caos Sempre Mutável do Limbo, pedaços de florestas e prados, castelos arruinados e ilhas isoladas derivam através de um miasma tumultuoso de fogo, água, terra, e vento. As únicas criaturas nativas do reino inóspito do Limbo são os batraquianos slaadi, que prosperam na torrente caótica elemental que aniquila rapidamente viajantes desacostumados com esse plano que constantemente transmuta. Slaadi devoram aquilo que eles matam e têm horríveis ciclos de reprodução e transformação. Slaadi se reproduzem implantando ovos

Ler mais

D&D 5ª Edição: Conheça seus Inimigos: Orc

Orcs são incursores selvagens e saqueadores com posturas encurvadas, testas baixas e faces de porco com caninos inferiores proeminentes que se assemelham a presas de um javali. Eles se reúnem em tribos que exercem seu domínio e satisfazem sua sede de sangue saqueando aldeias, devorando ou afugentando rebanhos em pastos, e matando qualquer humanoide que se coloque contra eles. Depois de assaltar um assentamento, orcs levam toda a riqueza e itens utilizáveis em suas próprias terras. Eles deixam os restos esqueletais de aldeias e acampamentos em chamas, e então recuam para de onde vieram, com sua sede de sangue saciada.

Ler mais

D&D 5ª Edição: Conheça seus Inimigos: Monstro da Ferrugem

Essas criaturas estranhas e normalmente dóceis corroem metais ferrosos para depois devorarem a ferrugem que criam. Ao fazerem isso, eles arruínam as armaduras, escudos e armas de incontáveis aventureiros. Monstros da ferrugem percorrem passagens subterrâneas em busca de metais ferrosos como ferro, aço, adamante e mithral para consumir. Ignoram as criaturas que não transportam tais metais, mas podem tornar-se agressivos em relação aos portadores de armas e armaduras de aço. Um monstro de ferrugem pode cheirar sua comida à distância, correndo imediatamente em direção à fonte do aroma para corroer e consumir o objeto. Tradução: Marcelo Telles Coordenador da REDERPG

Ler mais

D&D 5ª Edição: Conheça seus Inimigos: Lich

Um lich é gerado quando um grande mago abraça o estado maligno da não-vida como um meio de estender a sua existência além dos limites mortais. Os liches promovem seu próprio poder a qualquer custo, não tendo nenhum interesse nos assuntos dos vivos exceto quando esses assuntos interferem com os seus próprios. Planejadores e insanos, eles têm fome de conhecimento há muito esquecido e pelos segredos mais terríveis. Uma vez que a sombra da morte não paira sobre eles, liches podem conceber planos que levam anos, décadas ou séculos para virem a ser concretizado. Ninguém toma o caminho para uma

Ler mais

D&D 5ª Edição: Conheça seus Inimigos: Kuo-Toa

Kuo-toa são humanoides sádicos e degenerados semelhantes a peixes que uma vez habitaram as costas e ilhas do mundo de superfície. Há muito tempo os seres humanos e seus semelhantes levaram os kuo-toa para o subterrâneo, onde eles vivem em loucura e noite eterna. Ao longo dos milênios, estas criaturas se adaptaram à vida nos rios e lagos espalhados pelo Subterrâneo. Se outrora eles nadavam sob o sol, hoje os kuo-toa não podem suportar a luz do dia, e assim eles nunca vêm ao mundo da superfície. Suas cabeças semelhantes a peixes se projetam com olhos de prata negros que

Ler mais

D&D 5ª Edição: Conheça seus Inimigos: Kobold

Kobolds são humanoides reptilianos covardes que veneram dragões malignos como semideuses e os servem como asseclas e aduladores. Eles habitam os covis de dragões quando podem, mas mais comumente infestam masmorras, juntando tesouros e bugigangas para acrescentar aos seus pequenos tesouros. Por serem criaturas ovíparas, a taxa de natalidade dos kobolds é maior do que qualquer outra raça humanoide. Eles amadurecem rapidamente, e podem viver para serem “grandes wyrms” com mais de um século de idade. Apesar do número abundante de seus jovens, muitos kobolds perecem antes de chegarem ao fim de sua primeira década. Fisicamente fracos, eles são presas

Ler mais

D&D 5ª Edição: Conheça seus Inimigos: Githyanki

Indiscutivelmente os navegadores mais hábeis do Plano Astral, os esqueléticos e de pele amarela githyanki são os salteadores de mil mundos. Piratas psíquicos e invasores, os githyanki saqueiam incontáveis mundos dos decks de seus navios astrais e das costas de dragões vermelhos. Penas, contas, gemas e metais preciosos decoram suas armaduras e armas barrocas – as lendárias espadas de prata com as quais cortam seus inimigos. Antigos escravos dos devoradores de mentes, os githyanki tornaram-se conquistadores implacáveis sob a regência de sua apavorante rainha lich. Eles desprezam todas as outras raças, empreendendo incursões devastadoras que os levam através dos planos

Ler mais

D&D 5ª Edição: Conheça seus Inimigos: Fera Deslocadora

Este predador monstruoso recebe seu nome por sua capacidade de se mascarar com ilusão, deslocando a luz de modo que ela parece estar em um lugar onde não está. Uma fera deslocadora assemelha-se a um gato grande lustroso coberto de pelo negro azulado. Contudo, suas origens de outro mundo são claras pelas suas seis patas e dois tentáculos que brotam de seus ombros, terminando ambos em uma forma espalmada inclinada com protrusões cravadas. A fera deslocadora se vale de uma ilusão de dobra de luz para fazer-se aparecer vários metros de distância de sua localização real. Um atacante lutando contra

Ler mais

D&D 5ª Edição: Conheça seus Inimigos: Drow (Elfo Sombrio)

Os mais cruéis dos elfos, os drow raramente são vistos pelo mundo da superfície. Nas cavernas sem luz e nas intermináveis grutas de passagens retorcidas do Subterrâneo, os elfos sombrios – os drow – encontram refúgio. Dezenas de milhares de anos atrás, os elfos se dividiram, com aqueles de disposição benevolente lutando contra aqueles que eram egoístas e cruéis. A guerra entre os elfos terminou quando os elfos benignos baniram seus parentes malignos para as profundezas do subterrâneo. Aqui, nas cavernas sem luz e nas intermináveis grutas de passagens retorcidas, os elfos sombrios – os drow – encontraram refúgio. Eles

Ler mais

D&D 5ª Edição: Conheça seus Inimigos: Dragões

Dragões verdadeiros são conhecidos e temidos por sua astúcia predatória e por sua magia, com os dragões mais antigos sendo considerados como algumas das criaturas mais poderosas do mundo. Muitas criaturas, incluindo wyverns e pseudodragões, possuem sangue dracônico. Contudo, os dragões verdadeiros são as únicas dessas criaturas que se dividem nas duas grandes categorias de dragões: os cromáticos e os metálicos. Os dragões cromáticos — azul, branco, negro, verde e vermelho — representam o lado maligno dos dragões. Agressivos, glutões e vaidosos, dragões cromáticos são sábios sombrios e poderosos tiranos temidos por todas as criaturas — incluindo um ao outro.

Ler mais

D&D 5ª Edição: Conheça seus Inimigos: Devorador de Mentes

Tiranos com poderes psíquicos, escravizadores e viajantes interdimensionais, os devoradores de mentes são vilões insidiosos que colhem raças inteiras para seus próprios fins distorcidos. Também chamados de illithids, eles são o flagelo das criaturas sencientes em inúmeros mundos. Quatro tentáculos serpenteiam de suas cabeças de polvo, flexionando em antecipação faminta quando criaturas pensantes se aproximam. Em épocas passadas, os illithids controlavam impérios que abrangiam os planos. Eles subjugaram e, consequentemente, distorceram raças inteiras de escravos humanoides, incluindo os githyanki e os githzerai, os grimlocks, e os kuo-toa. Unidos por uma consciência coletiva, os illithid tecem tramas tão abrangentes e malignas

Ler mais

D&D 5ª Edição: Conheça seus Inimigos: Cubo Gelatinoso

O cubo gelatinoso é dotado de uma fome insaciável. Essas criaturas escorrem por passagens de masmorras em padrões silenciosos e previsíveis, deixando caminhos perfeitamente limpos em seu rastro. Eles consomem tecido vivo, deixando ossos e outros materiais não dissolvidos. Criaturas que são vítimas de um cubo gelatinoso raramente o veem chegando. Sua forma protoplasmática é quase transparente. No momento em que uma criatura faz contato com um cubo invisível, é tarde demais para fugir. Um cubo que esteja bem alimentado pode ser mais fácil de detectar, uma vez que os ossos de suas vítimas, moedas e outros objetos podem ser

Ler mais