Economia na Idade Média: Síntese para cenários e aventuras medievais

Sem duvida alguma, o medievo é o modelo social mais conjurado e utilizado nos jogos de interpretação de papéis. Todavia, alguns Mestres de Jogo (e até mesmo autores) esgotam o uso simplificado do conceito de reis, cavaleiros e camponeses, bem como a tecnologia militar como torres, espadas e armaduras como se a sociedade medieval se resumisse a isto. Claro que muitos Mestres jogam e narram há anos sem se importar com uma “coerência histórica” e, se divertem a si mesmos e a seu grupo, definitivamente não estão errados. Todavia, a Idade Média é algo muito mais complexo que este resumo

Ler mais

The Umbrella Academy: Dallas (resenha)

Uma tarefa árdua: resenhar uma obra que, além de prefaciada por Neil Gaiman, foi escrita por um astro do rock e por um dos mais gabaritados artistas dos quadrinhos da atualidade (e que, para nossa alegria, também é brasileiro!). Aliás, Gerard Way, apesar de contar com a benção de Grant Morrison, já tem condições de voar sozinho no mundo dos quadrinhos (na minha modesta opinião). Desnecessário falar do trabalho de arte da série: Gabriel Bá consegue superar a Suíte do Apocalipse e sua falta de familiaridade com o mundo dos super-heróis. Não é sem razão que suas obras têm conquistado

Ler mais

Padre, vampiros e causas – SPOILERS.

Fui assistir ao filme Padre que é inspirado nos quadrinhos sul coreanos de Min-Woo Hyung. Apesar de não conhecer os quadrinhos, me empolguei ao assistir os trailers, na esperança talvez de rever o velho conflito de vampiros entre luz e sombras, tanto internamente quanto externamente. Esse conflito que encontrei no Drácula de Bram Stoker, ou mesmo na série Anjos da Noite, que mesmo com as críticas me agradou com seu clima de punk gótico agressivo que lembrava os livros de Mark Rein Hagen, que ficou bem distante nas novas versões vampirescas da série Crepúsculo. Pois é. Vi o filme com

Ler mais

Thor, virtude, sacrifício. – SPOILERS.

É a primeira vez que escrevo nesta página. Sempre digo que a primeira impressão é a que fica. A primeira apresentação é sempre tensa, ainda mais com a responsabilidade de honrar o rederpg, um espaço respeitável e valoroso em seriedade e compromisso com as questões mais profundas que o Role Playing pode suscitar. Sou professor, dou aulas de história, filosofia e sociologia. É meu trabalho apresentar as idéias, teorias e práticas de autores diversos. Neste texto, me sinto como se fosse a primeira vez que entrasse em sala de aula para começar uma disciplina que nunca trabalhei antes. Coisa séria.

Ler mais

Arquivo REDERPG: Deadlands (resenha)

Deadlands é um premiado e aclamado RPG que mistura faroeste com horror sobrenatural e elementos de steampunk, que já teve versões para d20 Edição 3.5 e GURPS. Em 2006 foi lançado Deadlands: Reloaded, uma nova edição onde o cenário passou oficialmente a usar o sistema do Mundos Selvagens (Savage Worlds). A resenha a seguir da edição original foi publicada no antigo portal em 10 de maio de 2003 – e antes disso no Trails-RPG, o primeiro site brasileiro do nosso hobby do qual a REDERPG se originou, assim como algumas das outras resenhas do Arquivo REDERPG – e foi escrita

Ler mais

ZEITGEIST: As Engrenagens da Revolução, do ENWorld

Vapor e fuligem escurecem os céus da cidade de Flint, e os ventos que varrem seu majestoso porto impulsionam os produtos abarrotados das forjas industriais às florestas tropicais que pontilham as montanhas afiadas. Desde as eras primitivas, quando o povo de Risur fundou esta cidade, eles temiam os caprichosos seres que se escondiam nos picos nebulosos, mas agora que a marcha do progresso e as exigências da defesa natural põem Flint num jardim de artifício e tecnologia, e as velhas fés e rituais que repelem os espreitadores das florestas estão sendo abandonados. A Corte Invisível, a Grande Caçada, e vários

Ler mais

Arquivo REDERPG: O Rei do Inverno, de Bernard Cornwell

Em tempos de Game of Thones, uma outra série de romances está disponível em português que todo jogador de RPG deveria ler – além de O Senhor dos Anéis, é claro. A trilogia de Crônicas de Artur, de Bernard Cornwell, recria o mito do Rei Artur e os Cavaleiros da Távola Redonda sob um ponto de vista realista e histórico. A resenha a seguir do primeiro volume da trilogia, O Rei do Inverno, foi escrita por Daniel Braga e originalmente publicada no antigo portal em 9 de maio de 2003 (1572 leituras). Confiram: O Rei do Inverno Você consegue imaginar

Ler mais

Construindo um Personagem com Vida Própria

“Live Action? Nem morta. Eu só jogo mesa. Vê lá se eu vou ter coragem de jogar live. Eu sou tímida, sabia?!” Entre essa frase e eu existem agora cerca de 15 anos… e muitos Lives. Como jogadora e como mestre. E até pouco tempo, quando jogava mesa, eu causava comoção: “Ei, desceu do pedestal?! É mesa, não é live não, viu?!”. Eu virei jogadora de live. E o troco de olhos fechados por qualquer jogo de mesa por melhor que ele seja! Não, eu não deixei de ser tímida, mas descobri que jogar Live não só é um excelente

Ler mais

Vikings: Guerreiros do Norte – Midgard (resenha)

A esta altura é mais do que óbvio o grande refluxo que o mercado brasileiro de RPG deu nos últimos cinco anos, que a RetroPunk Game Design é uma exceção que confirma a regra, e que Dungeons & Dragons 4ª Edição com a sua GSL nunca terá o alcance e a consistência que a OGL da 3ª Edição teve e ainda tem. Contudo, em um mercado que aparenta se resumir a Devir, Jambô, RetroPunk e uma e outra iniciativa independente – com destaque para o Old Dragon, que tem mostrado que quer muito mais do que lançar “livros para os

Ler mais

Arquivo REDERPG: 7th Sea: Fantasia em Capa e Espada

Com este novo portal, muita coisa mudou na organização e demos uma grande “enxugada” nos setores de RPG, deixando-os mais de acordo com a atual realidade do nosso mercado. Contudo, aos poucos vamos resgatando para as novas gerações de jogadores jogos que saíram de linha, mas que valem muito a pena serem jogados, se um dia alguém tiver a oportunidade. Um dos meus RPGs favoritos – talvez o meu favorito – é o 7th Sea. Confiram a seguir uma resenha que fiz para a extinta Dragão Brasil, e que depois foi republicada no antigo portal.   7th Sea: Fantasia em

Ler mais

Arquivo REDERPG: Castelo Falkenstein

Fechando nossa leva recente de artigos relacionados ao gênero steampunk, nada mais evidente do que trazer para o novo portal uma resenha do antigo sobre o mais famoso RPG steampunk, e um dos melhores RPGs de todos os tempos: Castelo Falkenstein (Castle Falkenstein). Ela foi escrita por Luiz Felipe Vasques, membro de nossa Equipe, e foi publicada em 30 de junho de 2007.     Castelo Falkenstein – O Livro Básico Publicado originalmente em 30/06/2007  (5106 leituras) Castle Falkenstein – High Adventure in the Steam Age Como eu posso falar de Castelo Falkenstein? Bem, em primeiro eu poderia lembrar o

Ler mais

Dicas de Jogo #165 – Profecias

Golpe Duplo Profético – Edição Especial com Dois Artigos sobre Usar Profecias em Seus Jogos ARTIGO 1 AS PALAVRAS DOS PROFETAS – A CRIAÇÃO E O USO DA PROFECIA EM UMA CAMPANHA DE JOGO Um Artigo Convidado de Jay S. Willis atlaslaw@zoomnet.net Profetizar ou Não Profetizar? O uso da Profecia em qualquer RPG é uma ferramenta excelente para os mestres. Porém, antes de decidir utilizar Profecias em seu jogo, você deveria responder a uma pergunta essencial: A campanha precisa de uma Profecia? 1.      Especificamente, qual é o propósito de incluir uma Profecia na campanha? Respostas possíveis: Para prejudicar ou frustrar

Ler mais

Steampunk: Imaginação a vapor

Você sabe o que é Steampunk? Sabia que um dos melhores RPGs de todos os tempos, o Castelo Falkenstein, é desse gênero e ele já foi lançado em português aqui no Brasil? O Arquivo REDERPG desta semana traz um artigo meu sobre o Steampunk, publicado no antigo portal em 5 de maio de 2003, e que teve uma nova versão publicada na edição 120 da extinta revista Dragão Brasil. Confiram a seguir: Steampunk: Imaginação a vapor Publicado Originalmente em 05/05/2003 (5909 visualizações) Re-publicado com alterações na Rev. Dragão Brasil 120 (Este texto é a compilação de ambos) “Steampunk” é um

Ler mais

Um guia para o Jovem Samurai

Guia para o Jovem Samurai é um texto que deve estar na cabeceira de todo jogador de Legend of the 5 Rings ou de qualquer outro cenário inspirado no Japão Feudal. Escrito por Linda Larsson e traduzido por Renilson “Planeswalker” Alessandro, suas três partes foram publicadas aqui na REDERPG em março de 2004. Confiram a seguir: Por Marcelo Telles Coordenador do REDERPG Um guia para o Jovem Samurai – Parte I – Costumes 1: Comportamento A sociedade de Rokugan é extremamente polida, e firmemente dividida em três camadas distintas; seus iguais, seus superiores e seus inferiores. Iguais devem ser tratados

Ler mais

Linha Mythic Vistas a preço de banana!

Não, não é PDF: são os livros impressos mesmo, e o título não é força de expressão. A linha Mythic Vistas da Green Ronin é uma aclamada série de cenários de RPG individuais para o sistema d20 da 3ª Edição, que adapta ambientações históricas para um contexto mítico e de fantasia. Pois bem, a Paizo está fazendo uma promoção de boa parte dos livros dessa linha, e alguns dos melhores livros estão custando apenas US$ 2,00 dólares! Dentre os que estão custando apenas US$ 2,00 dólares estão o Eternal Rome (Império Romano, 160 páginas) e o Testament (baseado nas histórias

Ler mais