Contos Nórdicos – Preview

Anunciamos aqui o livro Contos Nórdicos vol. 1, que tem lançamento previsto para junho de 2011. A produção do livro está de vento em popa e, como já é de costume, estamos soltando hoje um pequeno preview do material. Contos Nórdicos vol. 1 trata-se do primeiro volume de uma série de livros que traz vários contos ambientados no cenário de Vikings: Guerreiros do Norte. Os contos não são interligados entre si, mas todos eles fazem parte do universo de Vikings e dão detalhes dos personagens, dos locais e dos eventos descritos nos compêndios da série. Veja abaixo excertos de alguns

Ler mais

Reia irá migrar para o D&D 4ª Edição

Saudações, heróis! Eu venho a público informar, com a concordância da Editor Caladwin, que Reia, o nosso cenário de fantasia, irá migrar para o sistema da 4ª Edição de Dungeons & Dragons. Com isso, o próximo livro da linha, Reia: O Califado, já usará a mecânica da nova edição de D&D. Apesar dessa mudança, que se refere aos livros e produtos do cenário daqui em diante, continuaremos dando suporte aos jogadores que ainda usam a edição 3.5 do sistema d20, a quem também sugerimos a futura aquisição do Reia: O Califado. O suporte ao antigo sistema será feito através de

Ler mais

C7L: A Conversão para o D&D 4ª Edição (IV)

Saudações, aventureiros! Promessa é dívida: vamos começar falando da classe tecnomago e da Tecnomagia, conforme prometido, e sobre outras coisas que estarão presentes no Guia do Jogador de C7L. Antes, quero pedir desculpas pelo atraso de uma semana da coluna, por conta dos problemas que tivemos e que infelizmente ainda afetam o nosso portal. Estamos pressionando o novo servidor para normalizar a situação o quanto antes. Mas vamos ao que interessa… Conforme dito na coluna anterior, o tecnomago será um controlador arcano, uma alternativa ao mago tradicional, na mecânica de jogo e na própria ambientação. Com seus aparelhos de Metal

Ler mais

Reia: As mudanças no cenário na 4ª Edição de D&D

Saudações, heróis! Como todos devem ter lido na coluna passada, Reia está migrando para a Quarta Edição de D&D. Para alguns isso seria um “sinal do Apocalipse”, enquanto para outros seria algo impossível, por acharem o D&D 4ª Edição mais poderoso que a versão anterior. Mas muitos sequer pensaram no que torna Reia especial dentre todos os mundos de RPG nacional. Ele é o mundo em que a magia tem o menor peso e de longe é o único em que os deuses sequer olham para baixo e ficam intervindo. Algo que os livros básicos do D&D 4ª explicitam bem.

Ler mais

A Fé Zionista

Mui digníssima senhora Régia Princesa Magus Diedre Ladassia, herdeira da antiqua e celeste Rainha Viviane Tudori, vigésima terceira rainha por indicação divina e fundadora do colegiado eclesial de Hiperbória. Venho aqui através desta missiva complementar a carta redigida pelo líder da exploração continental Dirk Loech. A carta anterior que vossa sereníssima alteza leu era pertinente a um dos povos humanos que habitam os impérios continentais. Pois bem, mestre Dirk provavelmente relatou apenas o que ele pode vivenciar e presenciar, mas mesmo assim ele não relatou tudo para vossa sereníssima alteza. Ele se esqueceu de relatar os pequenos detalhes do cotidiano

Ler mais

Annunakin – Os Demônios da Escuridão

Saudações, heróis! Enquanto Reia: O Califado está sendo finalizado, um dos autores do livro, o Gervasio Filho, traz para vocês mais um novo monstro do cenário, que pode ser usado em qualquer aventura de fantasia: Annunakin, os Demônios da Escuridão. O Nível de Desafio da criatura é o usual para cenários com o padrão de jogo de D&D. Em Reia, o Mestre deve avaliar se aumenta em 1 o ND deste monstro, conforme for mais adequado em relação ao grupo de Personagens dos Jogadores de sua campanha. Annunakin – Os Demônios da Escuridão Extra-planar (Médio -Incorpóreo, Mal, Planar) Dado de

Ler mais

C7L irá migrar para a 4ª Edição de D&D

A Conclave Editora vem a público informar que o seu cenário de fantasia Crônicas da 7ª Lua irá migrar para o sistema da 4ª Edição de Dungeons & Dragons, que está sendo lançada no Brasil pela Devir Livraria. Com isso, o próximo livro da linha, Guia do Jogador de C7L, trará a mecânica de jogo do novo sistema para o cenário, além de atualizar a ambientação, que não sofrerá nenhuma mudança drástica ou grande salto temporal para poder se adequar ao novo D&D. Apesar dessa mudança, que se refere aos livros e produtos do cenário daqui em diante, continuaremos dando

Ler mais

Liber Magiae – A Ordem Arcana Minosiana

“Magia clauis criationis est” (A Magia é a chave da criação) Lema da Ordem Arcana Minosiana Para a grande maioria da população, como para uma boa parte do clero e até entre a nobreza de Eurone, a Ordem Arcana Minosiana é vista como uma sólida organização que se dedica ao estudo da magia arcana pelo continente. Contudo, essa fachada é aparente, pois na verdade ela é formada por uma dezena de pequenas ordens, chamadas de Casas, unidas por um objetivo, crença e código de honra comum. Conheçam, a seguir, um pouco da história da Ordem e das Casas que a

Ler mais

Um Isaldar Mais Sombrio (Parte 2)

Esta é a segunda parte do artigo com ideias para realçar o “Lado Negro da Força” de sua Campanha de Crônicas da Sétima Lua. Nesta parte final, nós iremos abordar as duas últimas das Cinco Faces do Mal em Isaldar: a Ferida e a Aniquilação. Confiram a seguir… se tiverem coragem! Cthulhu F’tang! E eis que chegamos à Ferida, a Chaga Maldita sobre a Sétima Lua. A prova de que os deuses estão mortos e de que, quebrado o Selo, não haverá mais nada entre o horror cósmico da Aniquilação e os pobres mortais. Apenas para deixar expresso: a inspiração

Ler mais

Um Isaldar Mais Sombrio (Parte 1)

O objetivo deste artigo em duas partes é fornecer ideias para realçar o “Lado Negro da Força” de sua Campanha de Crônicas da Sétima Lua. Mais especificamente, iremos dar algumas ideias de como você pode usar os ermos nefastos de Haradath, as Terras da Noite e, é claro, a Ferida. Além disso, vamos finalmente dar algumas dicas sobre como usar a própria Aniquilação. Em minha opinião, em RPG sempre vale a Regra da Lavoisier. Quer ser original? Vá escrever um livro ou roteiro. Em RPG você não tem que ser original, sua história tem que ser intrigante, apavorante, empolgante… ou

Ler mais

Uma amostra do Guia do Jogador de C7L

Saudações, aventureiros! O Guia do Jogador é o próximo suplemento da linha Crônicas da 7ª Lua. Ele trará uma atualização do cenário e a conversão para a 4a Edição do D&D ou para o OGL 20, o que será definido em breve. Independente da opção de sistema que for escolhida, a outra também receberá suporte via complemento virtual para download gratuito. O Guia do Jogador será inteiramente narrado por Heylin, o Errante, personagem apresentado no suplemento anterior, o Guia de Isaldar. Trazemos agora para vocês uma pequena amostra do que vem por aí: o texto sobre Karn, o reino dos

Ler mais

Dogma e Poderes Divinos: Quando um clérigo em Reia perde os seus dons

Saudações, heróis! O aspecto mais original do Reia é, sem dúvida, a religião no cenário. Não apenas temos mais de um panteão e crenças variadas, mas temos principalmente a oposição entre monoteísmo e politeísmo. Mais do que oferecer opções de jogo para a criação de personagens de classes com poderes divinos, este é o grande diferencial do mundo de Reia em relação aos demais mundos de fantasia medieval, e o que torna ele extremamente verossímil e rico em detalhes. Isto é possível porque, no cenário, os deuses não se manifestam no Plano Material, exceto pelas dádivas que concedem a seus

Ler mais

O Califado: Novo Monstro: Flagelo do Deserto

Saudações, heróis! Enquanto Réia: O Califado está sendo finalizado, um dos autores do livro, o Gervasio Filho, traz para vocês um novo monstro do cenário, que pode ser usado em qualquer aventura em ambientes desérticos: o flagelo do deserto. O Nível de Desafio da criatura é o usual para cenários com o padrão de jogo de D&D. Em Réia, o Mestre deve avaliar se aumenta em 1 o ND deste monstro, conforme for mais adequado em relação ao grupo de Personagens dos Jogadores de sua campanha. Flagelo do Deserto Besta Mágica (Grande – Terra) Dados de Vida: 8d10+24 (56 PV)

Ler mais

Halflings: os mestres dos subterrâneos das cidades

Saudações, heróis! Quando eu estava desenvolvendo o Réia, uma das questões que me deram algum trabalho foram os halflings. Enquanto as demais raças foram facilmente colocadas no cenário, tendo cada uma um papel claro, o mesmo não acontecia com os “pequeninos”. Ainda mais que eu coloquei os gnomos com o perfil clássico de “vilas em colinas”, normalmente ocupado pelos halflings: os gnomos seriam os “primos” dos anões e fariam suas comunidades próximas às dos Senhores das Pedras – e eventualmente em feudos humanos. Mas e os halflings? Onde eles se encaixariam? Para resolver isso fugi um bocado dos conceitos usuais

Ler mais

Inserindo um novo reino ou cidade em C7L

Saudações, aventureiros! Um bom mundo de jogo possui cidades, regiões e reinos bem descritos e com muitos ganchos para que os Mestres possam criar suas aventuras. Contudo, Mestres muito criativos podem querer criar seus próprios pequenos reinos, regiões ou cidades para ambientar suas aventuras e querer colocá-los em seu mundo de jogo favorito. Isso porque, muitas vezes, o Mestre quer ter uma maior liberdade ao usar o cenário, mas ele não tem tempo para criar todo um mundo de jogo para isso, ou simplesmente prefere colocar suas idéias em um cenário que já exista. Pensando em situações como esta, a

Ler mais