...

«

»

nov
03
2011

Jogo dos Espíritos (resenha)

1.011 leitura(s)

Jogo dos Espíritos não é apenas um jogo de narrativa compartilhada recomendado para maiores de idade. Ele é um jogo que pode ser perturbador e talvez seja desaconselhável para pessoas que sejam facilmente impressionáveis, ou que realmente acreditem no sobrenatural.

Criado por Tiago “Coisinha Verde” Junges, o mesmo do Mighty Blade , Jogo dos Espíritos é um pequeno PDF de 5 páginas para download gratuito, que pode ser baixado no site do autor (link no final da resenha).

Ele é uma forma de fazer uma narrativa coletiva, um RPG sem a função de Mestre de Jogo/Narrador, onde todos os jogadores realmente constroem a história de forma cooperativa, e interpretando personagens. Mas ele obviamente é voltado para histórias sobrenaturais e de terror.

Nele os jogadores irão “recorrer aos espíritos” para construir sua narrativa: é uma espécie de “versão RPG da Tábua de Ouija”. Um jogo de contar histórias de terror e de fantasmas de noite, em volta de uma mesa, onde os jogadores interpretam os personagens dessas histórias.

Não há dados, nem fichas de personagens: apenas você, seus amigos, um baralho de tarô, um copo seco, uma mesa na penumbra… e os espíritos.

As cartas do tarô indicam o tipo de evento, a linha narrativa para cada jogador fazer em seu turno e os outros jogadores podem interromper por um breve instante a narrativa se tiverem uma carta maior na mesa, para adicionar algum elemento na história. Os Arcanos Maiores do tarô indicam os grandes eventos da narrativa, os mais dramáticos. Funciona de forma semelhante ao jogo de cartas não-colecionáveis Once Upon a Time , mas o jogador não perde a sua vez de narrar e as cartas têm apenas um teor genérico.

A parte perturbadora deste jogo fica por conta do “ritual” inicial do jogo, com direito a versos em latim, e das orientações de que não se deve sair do círculo em torno da mesa após o jogo começar e nem tocar mais no copo até a sessão acabar. E também pela advertência de que, se alguma coisa der errada, o copo irá rachar ou até mesmo explodir.

Além disso, é claro, no final da narrativa todos os personagens morrem (ou talvez coisa pior…).

Independente do que cada um acredita, vale muito a pena um grupo experiente, maduro e maior de idade experimentar esse inquietante jogo.

De minha parte, apenas cito: “ Yo no creo en brujas, pero que las hay, las hay!

 

Link para baixar o jogo: http://coisinhaverde.com/blog/jogo-dos-espiritos/

 

Notas (de 1 a 6)

Texto: 4 (Há alguns erros de revisão, o que não deveria acontecer em um jogo de apenas 5 páginas.)

Conteúdo: 5 (É excelente, mas talvez seja perturbador demais !)

Arte/layout: 5 (A imagem da capa é soberba e as internas complementam bem, embora aparentemente não sejam originais.)

Nota Final: 5

 

Por Marcelo Telles
Coordenador do REDE RPG

***

 

Deixe um Comentário

Get plugin http://www.fastemailsender.com