...

«

»

nov
13
2011

Malditos Goblins! (resenha)

963 leitura(s)

Eu não gosto muito de RPGs de humor. Apenas um ou outro foi capaz de me interessar, como Mulheres Machonas Armadas Até os Dentes e o excelente As Extraordinárias Aventuras do Barão Munchausen . Mas Malditos Goblins! , escrito por Tiago “Coisinha Verde” Junges, autor do Mighty Blade , e do Jogo dos Espíritos , logo chamou a minha atenção e fez jus à minha expectativa.

Em Malditos Goblins! , os jogadores encarnam essas tradicionais e asquerosas criaturinhas verdes dos jogos de fantasia medieval. Em outras palavras, o seu grupo de jogo interpretará um grupo de patéticos monstrinhos que tentam ser malvados e ameaçadores, e que saem por aí atacando os mais incautos. Tudo com muito humor, muitos gases sendo soltos, e goblins explodindo: sim, os goblins deste RPG, entre eles os personagens dos jogadores, costumam explodir.

Malditos Goblins! é um PDF de apenas doze páginas disponibilizado para download gratuito (link no final da resenha). Ele possui uma diagramação simples, que não compromete, e uma arte bem engraçada, perfeita para a proposta do jogo, feita por Bruno Henrique Junges.

Ele possui um sistema simples que usa dados comuns de seis faces e metade do livro é dedicada à criação de personagens, onde quase tudo é sorteado: da cor da pele ao equipamento. E tudo tem relevância para a criação da ficha do seu goblin (a cor da pele, por exemplo, fornece bônus nos atributos, funcionando como um subtipo racial). São seis colorações (verde, verde claro, verde escuro, amarelo, vermelho e azul), seis ocupações (mercenário, caçador, gatuno, líder, piromaníaco e xamã) e seis características (insano, fedorento, cicatrizes, gordo, gago e anomalia – esta última com onze opções). Além disso, o sistema tem quatro atributos que cobrem todas as ações do jogo – Combate, Conhecimento, Habilidade e Sorte.

As ocupações possuem três níveis, cada um concedendo uma Técnica, as habilidades especiais das ocupações. Naturalmente os personagens dos jogadores começam no primeiro nível. São poucos níveis porque o goblins morrem com facilidade e são logo substituídos por um irmão ou parente do que morreu – um novo personagem feito pelo jogador do goblin morto.

Os testes são feitos contra dificuldades que variam de 1 a 6 jogando-se uma quantidade de dados de 6 faces igual ao atributo a ser usado no teste. O jogador escolhe então o melhor resultado dos dados, e se ele for igual ou maior que a dificuldade ele terá passado no teste. Ostestesresistidos – como as situações de combate, onde se usa o atributo Combate (desculpem o óbvio) – são feitos com dois personagens comparando os seus resultados. Quando há empate, deve se eliminar os dados escolhidos e comparados os restantes. Se continuarempatando,continua-se eliminando os dados. Semesmo assimcontinuaro empate,osgoblinsenvolvidosnotesteexplodem!

Há ainda ações de combate e sempre que um oponente tira 6 em um ataque contra um goblin é considerado um ataque crítico, com direito a uma tabela de teste de crítico, onde o goblin que recebeu o ataque crítico vai perder um membro ou até mesmo explodir!

Se você quer um excelente RPG de humor e ainda por cima gratuito, baixe agora mesmo e experimente Malditos Goblins!

Link para baixar o jogo: http://coisinhaverde.com/blog/malditos-goblins/

 

Notas (de 1 a 6)

Texto: 4 (O texto é bom, mas tem erros de revisão e pelo menos um erro de português mais gritante.)
Conteúdo: 6 (Simplesmente um excelente RPG de humor.)
Arte/Layout: 4 (A diagramação é básica, mas as ilustrações são muito boas.)
Nota Final: 5

Por Marcelo Telles
Coordenador do REDE RPG

***

 

  

Nenhum comentário ainda

1 menção

  1. 1
    RedeRPG » D.O.G.S. – Cães de Aluguel (resenha) disse:

    [...] pelo Tiago “Coisinha Verde” Junges – autor de Mighty Blade ,  Jogo dos Espíritos e Malditos Goblins! : ele é o melhor deles! Como o nome evidencia, ele é baseado no filme Cães de Aluguel , de [...]

Deixe uma resposta

Get plugin http://www.fastemailsender.com