Como criar um deus

Em quase todos os RPGs, quando se pensa em criar um deus ou em fazer a ficha de uma divindade qualquer, imediatamente vem à nossa mente o uso de toneladas de pontos de criação de personagens, trocentos níveis e níveis épicos, poderes e mais poderes, etc, etc, etc… Ou então aquele reducionismo simplista do tipo “um deus pode tudo, ele não precisa ter ficha…” e aí Narradores e jogadores não têm nenhum parâmetro ou referência. Acaba ficando muito pior do que criar um personagem com uma ficha overpower. Então, ao se criar um jogo como EPIFANIA: Deuses em Nós, onde

Ler mais

Como jogar um bom jogo de RPG: Fazendo bons Personagens!

O que faz um jogo de RPG ser bom? Muitos podem dizer: “Ah, a diversão. Se o jogo foi divertido, foi um bom jogo!” Bem, ser divertido é o propósito de qualquer jogo, seja futebol, pique pega, xadrez, buraco, damas, Counter Strike ou League of Legends. Se o jogo foi divertido, ele cumpriu o mínimo necessário para não ser um desperdício de tempo, afinal ninguém quer dispender horas de seu lazer em algo que não seja, pelo menos, divertido. Ser divertido não é o que faz um jogo de RPG ser bom. Sabe aquele filme cujas cenas lembramos por horas,

Ler mais

D&D 5ª Edição: Unearthed Arcana: Personagens Rápidos

Algumas vezes você precisa de personagens rapidamente para sessões de D&D. Se você está rodando um jogo improvisado com tempo limitado para a criação de personagem e você quer que um novo jogador se estabeleça no jogo rapidamente, ou você precisa que um novo personagem tome o lugar de um aventureiro morto, essas regras rápidas e opcionais são para você. Essas regras podem ser utilizadas no lugar do processo normal de criação de personagem, substituindo as escolhas e criatividade envolvida por um processo com uma série de tabelas que rapidamente geram um personagem de Nível 1. Com a exceção dos

Ler mais

Personagens: Motivação e Personalidade

“O vaqueiro estava há horas no celeiro com a Bíblia aberta. Estava novamente atrás de uma pista do Feiticeiro Negro de Cartola, as últimas levaram a um beco sem saída ou não eram relacionadas a ele. O motivo da busca? Pura vingança. Ele passou a vida como um desses bandidos, um atirador até se cansar dessa vida. Encontrou o amor e conseguiu um rancho onde viveriam e criariam a filha. Mas a vida dá voltas como uma serpente parceiro, e quando ele se ausentou para ir à cidade, ao retornar descobriu que a fazenda foi atacada e estranhos tiraram a

Ler mais

Dores de Parto: Problemas gerados por alguns jogadores na criação de personagens

   Campanha de Desafio dos Bandeirantes. O Mestre explica para os jogadores o cenário, as regras, a temática e as opções de personagens, dando-lhes um tempo para pensar que varia desde alguns minutos para criarem naquele momento até alguns dias para pensarem nos seus alter egos. Daí então começa o tormento do Mestre quando um jogador decide criar um personagem Samurai, levando horas tentando convencer ao outros dois que ninjas não existem neste jogo. O Mestre começa dizendo que não há opções de Samurai para o cenário proposto em Desafio dos Bandeirantes, já que não há relato nenhum de contato

Ler mais

Reconcebendo as Raças para Fantasia Clássica – Halflings

Parte 4 No final dos 4 artigos que lidam com as raças no cenário de Fantasia Clássica, nós buscamos pegar certas raças do D&D 4ª edição e reconcebe-las como halflings. Para cada um das seguintes escolhas raciais ou subraciais, todas as estatísticas mecânicas, poderes e habilidades estão inalterados. Apenas sua concepção e descrições foram alteradas para descrever um halfling. Algumas destas habilidades podem precisar ser interpretadas… criativamente, mas para a maioria, mecânica não foi afetada. De novo, use qualquer uma das seguintes descrições como subraças, ou reescreva uma com seu próprio modelo. HALFLINGS HALFLING COMUM (Halfling): O halfling comum usa

Ler mais

REIGN (resenha)

Escrito por Greg Stolze em 2007 e financiado através de um projeto no Kickstarter, REIGN é um livro de forte marca autoral, que pode ser encarado como um livro de RPG comum, ou algo mais. Por algo mais, quero dizer que REIGN não apenas possui cenário e sistema próprio, mas também um sistema de regras para “companhias”, e um texto com características ensaísticas que discute desde romance no RPG, até como deve ser terminada uma campanha (se há, ou não, um “happy end”). Cenário REIGN é um RPG de fantasia único, no qual o cenário é um mundo plano, formado

Ler mais

Reconcebendo as Raças para Fantasia Clássica – Anões

Parte 3 de 4 Na parte 3 de 4 artigos que lidam com raças no cenário Fantasia Clássica, nós olhamos para certas raças de D&D 4ª edição e reconcebemos elas como anões. Após isso, nós estaremos convertendo os halflings. Ainda estão por vir artigos lidando com monstros e o cenário. Para cada um das seguintes escolhas raciais ou subraciais, todas as estatísticas mecânicas, poderes e habilidades estão inalterados. Apenas sua concepção e descrições foram alteradas para descrever um anão. Algumas destas habilidades podem precisar ser interpretadas… criativamente, mas para a maioria, mecânica não foi afetada. De novo, use qualquer uma

Ler mais

Dicas de Mestre: Construção de personagem (parte II)

Como o background do seu personagem influencia na sua diversão O primeiro artigo serviu para mostrar como um personagem faz parte de uma história, que ele não está sozinho, e que certas condições especiais o afetam, simplesmente por ser o protagonista da campanha. Na continuação de hoje eu vou procurar mostrar qual o impacto que um personagem bem ou mal construído pode ter sobre a criação dos outros aspectos, aqueles que o narrador controla (tempo, espaço, enredo, coadjuvantes, antagonistas e oponentes, etc.). Achei importante iniciar a elaboração dessa idéia pela questão da narrativa, para mostrar a você caro leitor e

Ler mais

Reconcebendo as Raças para Fantasia Clássica – Elfos

Parte 2 de 4 Na parte 2 dos 4 artigos que tratam de raças no cenário de fantasia clássica, olhamos para tomar certas raças D&D 4ª edição e reconcebe-los em elfos. Depois disto, nós estaremos convertendo anões, e então halflings. Quando essa parte da série terminar, vamos dar uma olhada em fazer certos monstros mais monstruosos, e em seguida, dar algumas idéias sobre o cenário em si. Para cada uma das seguintes escolhas raciais ou subraciais, todas as atuais mecânicas, poderes e habilidades estão inalteradas. Apenas o conceito e descrições que foram alterados para descrever um elfo. Algumas das habilidades

Ler mais

Dicas de Mestre: Construção de personagem (parte I)

Boas histórias dependem de bons personagens Diversos reinos poderosos já ruíram, enquanto mundos inteiros eram obliterados. Heróis e vilões, exércitos ou comitivas… Nada consegue resistir a um mal tão devastador quanto esse que vou lhes contar: a falta de qualidade dos personagens. Nessa série de artigos que eu vou apresentar a vocês, pretendo mostrar qual a importância que um personagem tem dentro de uma história, como um personagem bem construído ajuda a campanha ficar mais interessante, e desse modo, garantir que você e seu grupo de amigos se divirtam muito mais durante as próximas partidas de RPG. O conteúdo não

Ler mais

Desafio dos Bandeirantes: o resgate do RPG brasileiro

Nunca é tarde para se esclarecer um assunto. Mais ainda, tenho convicção de que nunca é tarde para reparar um engano. Ou, uma injustiça. A temática nacional, fora dos meios acadêmicos, nunca teve preferência, muito menos admiração. Falar em “heróis nacionais”, “quadrinhos nacionais”, “romances nacionais” etc. dificilmente empolga ou desperta interesse, com exceção de alguns poucos ufanistas ou brasileiros menos odiosos de si mesmos. Muito embora o cinema nacional tenha ressuscitado nos últimos dez a quinze anos, de forma geral filmes, séries ou quadrinhos cuja temática gire em torno da cultura brasileira são quase sempre ignorados (se não, alvo de

Ler mais

Arquivo REDERPG: Como transformar números em um personagem (parte III)

Como transformar números em um personagem foi um artigo em três partes de Scott Holden-Jones, que Claudio Pozas conseguiu para a REDERPG a autorização da Fiery Dragon para traduzirmos. Confiram a seguir a primeira parte do artigo (1.195 leituras), traduzido pelo Tzimisce e publicado no antigo portal em 28 de setembro de 2003.   Claudio Pozas conseguiu para a REDE RPG a autorização da Fiery Dragon para traduzirmos o artigo em três partes de Scott Holden-Jones, “Como transformar números em um personagem”. Leia agora a terceira parte do artigo, traduzido pelo Tzimisce. Como transformar números em um personagem III De

Ler mais

Arquivo REDERPG: Como transformar números em um personagem (parte II)

Como transformar números em um personagem foi um artigo em três partes de Scott Holden-Jones, que Claudio Pozas conseguiu para a REDERPG a autorização da Fiery Dragon para traduzirmos. Confiram a seguir a segunda parte do artigo (1.153 leituras), traduzido pelo Tzimisce e publicado no antigo portal em 10 de setembro de 2003.   Claudio Pozas conseguiu para a REDE RPG a autorização da Fiery Dragon para traduzirmos o artigo em três partes de Scott Holden-Jones, “Como transformar números em um personagem”. Leia agora a segunda parte do artigo, traduzido pelo Tzimisce. Como transformar números em um personagem II De

Ler mais

Arquivo REDERPG: Como transformar números em um personagem (parte I)

Como transformar números em um personagem foi um artigo em três partes de Scott Holden-Jones, que Claudio Pozas conseguiu para a REDERPG a autorização da Fiery Dragon para traduzirmos. Confiram a seguir a primeira parte do artigo (1.838 leituras), traduzido pelo Tzimisce e publicado no antigo portal em 3 de setembro de 2003.   Claudio Pozas conseguiu para a REDE RPG a autorização da Fiery Dragon para traduzirmos o artigo em três partes de Scott Holden-Jones, “Como transformar números em um personagem”. Leia agora a primeira parte do artigo, traduzido pelo Tzimisce. Como transformar números em um personagem I Rolando

Ler mais