in

Resenha: O Caso de Charles Dexter Ward

Saudações a todos.

Seguindo a caminhada pelo legado do pai do horror cósmico cheguei a uma obra que me surpreendeu, não apenas pela qualidade e conteúdo, mas principalmente pelo formato em que foi escrita. Falo de O Caso de Charles Dexter Ward (The Case of Charles Dexter Ward) de 1927.

Comparando-o com outras obras que tanto gostei, como o Chamado de Cthulhu, Nas Montanhas da Loucura e A Sombra Vindo do Tempo, todas escritas em primeira pessoa e em uma narrativa que buscava alertar o incauto leitor, o livro em comento é um relato, fugindo do principal e clássico estilo do autor.charles

Dividido em 5 capítulos, cada um é longo quando comparados a outros textos de Lovecraft, mas ainda assim menores que os encontrados em livros ditos mais tradicionais, o que me agrada muito e facilita um pouco a leitura já que foi escrito no início do século XX.

A obra conta a saga do jovem que a nomeia em busca dos passos de um antepassado seu já há muito falecido que foi considerado maldito e caçado pelo povo da época devido ao seu comportamento excêntrico. Charles acaba descobrindo muito mais do que ele é capaz de lidar e acaba sofrendo uma profunda mudança de personalidade. É nesse ponto que o médico da família, e protagonista da estória, Dr. Willet entra em cena e começa a investigar o rapaz, até um arrepiante desfecho.

A estória se desenvolve bem, apesar de alguns trechos cansativos, com os momentos de grande tensão acontecendo apenas nos momentos finais. Particularmente gostei muito da caminhada de Willet em meio à escuridão após invadir os domínios do misterioso antepassado de Charles e de imaginar a forma da criatura reclusa no fundo do poço… E claro, o final, onde minha imaginação já caminhava para uma direção e a realidade era bem diferente.

Outro ponto interessante está que na estória há a citação de alguns elementos criados por Lovecraft, como o livro Necronomicom e que Randolph Carter é amigo do Dr. Willet (Carter é um personagem criado por Lovercraft que surge e é citado em vários de seus textos e que provavelmente era o seu alter ego). Vale citar ainda a existência de dois filmes baseados no conto do livro, o primeiro chamado de O Castelo Assombrado (The Haunted Palace), de 1963, e o segundo de Renascido das Trevas (The Resurrected), de 1992.

Nascido em 1890 na cidade norte-americana de Providence, Howard Phillips Lovecraft escreveu incontáveis cartas e inúmeros contos, entre estórias de terror clássico e sobre o mito de Cthulhu, entre os mais importantes estão A Cor que Caiu do Céu (1927); O Chamado de Cthulhu (1928); O Horror de Dunwich (1929); Um Sussurro nas Trevas (1930); Nas Montanhas da Loucura (1936) e A Sombra Vindo do Tempo (1936). Lovercraft criou todo um gênero literário e influencia até hoje os mais diversos escritores, entre eles Stephen King, Robert Howard e Neil Gaiman. Morreu aos 46 anos vítima de câncer no ano de 1937 e deixou um legado de valor incalculável à literatura fantástica.

O Caso de Charles Dexter Ward é um bom livro com uma boa estória de suspense e mistério, mas que só engrena nos seus momentos finais, todavia, continua sendo um conto de Lovercraft de valor inestimável e sem sombra de dúvida uma leitura muito recomendada. Até.

Por Kubiach

 

Artigos anteriores

 

Resenha: A Sombra Vinda do Tempo

https://www.rederpg.com.br/wp/2014/02/resenha-a-sombra-vinda-do-tempo/

 

Resenha: A Guerra dos Mundos

https://www.rederpg.com.br/wp/2013/05/resenha-a-guerra-dos-mundos/

 

Despertar

https://www.rederpg.com.br/wp/2014/04/despertar/

 

GURPS Por um Fio…

https://www.rederpg.com.br/wp/2013/05/gurps-cyberpunk-por-um-fio/

 

Deixe uma resposta

Insylum RPG – Terror em um Asilo de Loucos!

Onde conversar sobre RPG no Facebook?