Tipos de Jogadores

Tipos de Jogadores é um divertido artigo (2.754 leituras) feito pelo usuário Nichro e publicado no antigo portal em 15 de julho de 2004.

Numa mesa de rpg, é comum encontrarmos varios tipos de jogadores…. Confira a seguir e veja em que categoria você se encaixa:
 O meticuloso: 
Esse tipo de jogador é aquele que toma nota sobre todas as palavras do mestre, para depois cobrá-las, ou usá-las durante o jogo. Se estão no labirinto, ele sabe o caminho de cor, se são policiais, atentam para cada detalhe da cena do crime.
– Cena Comum: O jogador não para de anotar, no verso da ficha do personagem, tudo aquilo que julga importante (o que vem a ser TUDO mesmo).

 O perguntador: 
Esse tipo de jogador é aquele que pergunta a mesma coisa, dezenas de vezes, para todos os NPCs que encontra no caminho, chegando a ser irritante (principalmente para o mestre).
– Cena Comum: Para todo NPC falante encontrado no jogo, surge a mesma pergunta: Você sabe como faço para chegar na grande árvore dos frutos vermelhos?

 O bom-vivant: 
É o jogador que não se preocupa com nada mais, a não ser a diversão do jogo. Não importa se possui o melhor, ou o pior personagem, quer, apenas, divertir-se jogando RPG.
– Cena Comum: Quando o grupo entra em discussões, sempre se oferece para resolvê-las e continuar, logo, o jogo.

 O impulsivo: 
O tipo de jogador mais amado pelo mestre de jogo, O Impulsivo é aquele que age sem pensar nas conseqüências para o grupo, ou para si mesmo; gosta mesmo é de ação.
– Cena Comum: O mestre narrava: Vocês encontraram uma poção de cor parda, cujo…, quando o Impulsivo interrompe: Eu bebi!

 O indeciso: 
Esse tipo de jogador é aquele que nunca sabe o que fazer, seja por ter medo das conseqüências do jogo, ou por estar, simplesmente, perdido demais para poder saber o que fazer.
– Cena Comum: Quando questionado sobre o que vai fazer na cena, o jogador responde simplesmente: Ai, ai, ai, o que faço agora?

 O sentimental: 
Esse tipo de personagem apega-se sempre ao lado sentimental de cada cena. Se alguém é atingido, preocupa-se com a dor, se um NPC o agrada, logo quer manter maiores relações.
– Cena Comum: O mestre narrava: Vocês caminhavam pela floresta e encontraram…, quando o sentimental interrompe: A vista era bonita?

 O palhaço:
Essencial para deixar as partidas mais divertidas, o palhaço está no jogo, apenas, para divertir-se e mostrar-se para os demais jogadores. Possui muitas idéias sobre o que fazer, sendo que, estas, estão sempre buscando a risada como ponto final. Seria um excelente Malkaviano.
– Cena Comum: Durante o jogo, ele sempre atrai a atenção por brincar constantemente com as miniaturas.

 O kamikase: 
Esse tipo de jogador não possui amor por seu personagem e quer, tão somente, fazer, no RPG, as coisas mais impossíveis que vc pode imaginar, de preferência, aquilo que seria impossível na vida real.
– Cena Comum: Quando as coisas dão errado, ele diz: Vou entrar naquela caverna e acabar com o dragão! Quem vem comigo?

 O medroso: 
Extremo oposto do Kamikaze, este é o jogador que escolhe ser mago, simplesmente para ter uma desculpa para não se arriscar. Raramente voluntaria-se para qualquer ação mais perigosa, do que beber uma poção de cura.
– Cena Comum: Quando a coisa aperta, é sempre o primeiro a correr.

 A namorada/pretendida do mestre:
Jogador imbatível, possui todas as concessões necessárias para o sucesso. Seu padrão de personalidade de jogo não importa muito, pois possui um aliado onipotente, que poderá salvá-la de todos os perigos.
– Cena Comum: O mestre mente a respeito do resultado de uma jogada de dados oculta, pois, afinal, sua vida não é só RPG!

 O sabichão das regras: 
O terror do mestre, esse jogador é, geralmente, um mestre aposentado, ou um jogador que já leu o livro do jogador e de regras pelo menos umas duas vezes. Dessa
forma, O sabichão das regras sente-se no direito de contestar o que ocorre no jogo e de citar regras que o mestre não está aplicando. Sem dúvidas, é o jogador que mais dificulta o andamento do jogo.
– Cena Comum: Discutindo com o mestre, fala: Mas de acordo com o Livro do Mestre, página 122, paragrafo 2, linha 19, você tinha de saber que o tipo de fibra de mithral é impossivel de se quebrar, se tiver antecedentes anões que a forjaram com a teia secreta de lolth, comprada dos drow e moldada com fogo magico dos magos vermelhos de Thay, como é o meu caso…

 O perdido: 
Facilmente encontrável entre jogadores iniciantes, o perdido é aquele que nada sabe sobre as regras e, até mesmo, sobre o que está acontecendo. (Perigo: Isso está ocorrendo até com jogadores que já jogam a +ou- 1 ano…)
– Cena Comum: Quando questionado sobre o que fará, responde: Quem? Eu?

 O Novato Forever: 
O Bobalhão que nunca quer saber nada sobre regras, não se interessa, faz papel de perdido (acima), sabe somente o necessario para continuar jogando, não sabe o sistema que joga e nem mesmo decora o nome de seu personagem.
– Cena Comum: O mestre dando “dicas” (respostas disfarçadas) para ver se desempaca e continua a aventura.

 O Futuro Mestre: 
Não para de fazer perguntas para o mestre, fica querendo comprar os livros do mestre (e compra!), anota varias coisas relacionadas a RPG mesmo na escola, pede ajuda do mestre sempre que ocorre alguma duvida… é sempre bom ter alguem interessado no que vc mais gosta (RPG!!), mas de vez em quando é vc quem sai prejudicado ou cansado…
– Cena Comum: O mestre chorando com a metade dos livros (pois a outra metade foi vendida e o dinheiro foi gasto sem perceber, pagando outras dividas, lan houses, taverna…).

 O sortudo: 
É aquele jogador que insiste em tirar sucessos decisivos nas batalhas mais importantes. Tratado como rei entre os outros jogadores, sua sorte geralmente irrita o mestre
de jogo.
– Cena Comum: O jogador é um humano e mata, sozinho, um vampiro, graças à sua sucessão de sucessos decisivos.

 O Azarado: 
É o que mais traz dor de cabeça para o mestre… normalmente é um novato que simplesmente não consegue tirar sucesso nas rolagens e bota culpa no mestre por ser o jogador em desvantagem.
– Cena Comum: Ah porque vc me deu uma espada e pra ele deu uma luva de fogo? (as vezes o objeto em comparação é muito pior do que o dele).

 O engenheiro de personagens: 
Esse é aquele jogador que passa horas debruçado sobre o livro de regras, criando seu personagem. Sabe, como poucos, como criar um personagem perfeito, e
facilmente o fará se o mestre não estiver atento à sua construção.
– Cena Comum: Colocando essa desvantagem aqui (Senso de Dever para com raposas selvagens)… poderei aumentar minha força.

 Novato Experiente: 
A alegria do mestre. Derrepente numa seção, vc chama alguns amigos (que nunca jogaram RPG) e mestra uma aventura. Derrepente um deles sabe o que são elfos, orcs, ents e muitas outras criaturas, tem senso de estratégia e varios surtos de ideias que o mestre (vc no caso) nunca esperaria… Além do mais, interpretam perfeitamente!! (Normalmente neste caso, o “Novato Experiente” já leu alguma obra de Tolkien e/ou gosta de jogos como Warcraft).
– Cena Comum: São falas e coisas totalmente inexperadas que “turbinam” o jogo… é algo… inexplicavel….

 O puxa-saco: 
Personalidade comum, não somente no mundo dos RPGs, o puxa-saco procura, a todo tempo, bajular o mestre para conseguir concessões e, quem sabe, ter o mesmo status da namorada/pretendida do mestre.
– Cena Comum: É sempre o primeiro a rir, seja qual for a piada contada pelo mestre.

 O Malvado: 
É aquele jogador que insiste em ser o melhor e provar isso ao mestre e aos outros jogadores. Para isso ele usa suas armas e aliados e bate nos proprios PCs dos outros jogadores, pois sabe que não há muitas regras para combater este tipo de ação. Costuma trazer grande dor de cabeça para o mestre…
– Cena Comum: O Mestre vive dando maior dificuldade na rolagem de dado (numa tentativa do Malvado bater num pc) para o Malvado e facilidade na rolagem das vitimas (os outros PCs)…

  Os Lawful Good e os Chaotic Evil: 
São aqueles que procuram o bem ou o mal absoluto de seus personagens, dependendo do caso. Sua moral (ou imoralidade) e código podem, muito bem, atrapalhá-lo durante o jogo; mas isso não importa, o que eles desejam é mostrar suas aspirações mais profundas.
– Cena Comum: Chaotic Evil: Mate! Mate!; Lawful Good: A paz é a solução!

Jogadores e mestres, lembrem-se que o RPG é um jogo de representação e interpretação, portanto, tentem ser o personagem escolhido. Eu aconselho que se escolha um tipo de personagem cuja descrição deste seja parecida com a personalidade do jogador que vai controlá-lo.

 

Share This Post

Leave a Reply