in ,

A Busca Onírica por Kadath (resenha)

Saudações! Já a algum tempo venho mergulhando no legado inestimável de H.P. Lovercraft e a cada obra sou mais fã do universo criado, mas de todas as minhas incursões com certeza a que mais despertou-me sentimentos antagônicos foi o livro A Busca Onírica por Kadath, lançado no Brasil pela Editora Hedra.

Inicialmente vale esclarecer que A Busca Onírica por Kadath é na verdade uma coletânea de contos, sendo que o principal e maior deles nomeia e abre o livro. Os demais contos, “A Chave de Prata”, “Celephaïs”, “Os Gatos de Ulthar”, “Os Outros Deuses” e “O navio branco”, além de uma carta e um soneto “Fungos de Yuggoth”, funcionam como complementos para o conto principal.

Escrita entre outubro de 1926 e janeiro de 1927 o conto  surpreendentemente foge do estilo clássico de autor, pelo menos na sua maioria. Possui como protagonista Randolph Carter, que muitos acreditam se tratar do alter ego do escritor, em uma longa viagem pela Terra dos Sonhos em busca de uma cidade encantada, a Kadath do título. Apesar de haver sim, momentos de terror e mistério, a busca por Kadath é marcada pela fantasia criada por Lovercraft para a sua Terra dos Sonhos. Os contos clássicos do autor dão conta de um aviso ou relato sobre algo que os humanos não deveriam saber, mas aqui há uma narrativa de uma longa jornada por terras encantadas, com vastas descrições de belas paisagens e o encontro com criaturas únicas e fascinantes, como os gatos de Ulthar.a-busca-onirica-por-kadath

Lovercraft criou a sua Terra dos Sonhos em mais de um texto, sendo A Busca Onírica por Kadath o principal. Podem ser citados também os contos “A chave de prata”, “Através dos portais da chave de prata”, “Celephais”, “Os outros deuses”, “Os gatos de Ulthar”, “Nyarlathotep”, “A procura de Iranon”, “A maldição de Sarnath”, “Hypnos”, “A nau branca” e “A estranha casa entre as brumas” que também apresentam e incluem elementos ao Mundo dos Sonhos. A esse material foi dada a nomenclatura de Ciclo dos Sonhos e marca um desvio mais para a fantasia no estilo predominante do autor.

As descrições do ambiente e das criaturas de modo geral são ricas, com o peculiar estilo de Lovercraft, mas aqui cabe uma crítica muito pessoal. Esse foi o livro que mais tempo gastei para ler, simplesmente porque em mais de uma passagem no texto fui capturado pela monotonia devido à narrativa pesada, que muitas vezes me parecia repetitiva, o que simplesmente me cansava e expulsava do universo do livro. Todavia, apesar da leitura difícil, outras tantas passagens memoráveis e um final que realmente admirei redimem a obra em grande parte e assim como “A Sombra Vindo do Tempo”, que tanto gosto, a “A Busca Onírica por Kadath” cita e faz referência a muito da mitologia criado por Lovercraft com trechos que remetem a outros livros e contos, não da forma brilhante que foi feito em “A Sombra Vindo do Tempo”, mas ainda assim de forma muito integrada ao narrado.

Mais que um autor, Lovercraft foi o criador de um gênero, influenciando até hoje os mais diversas trabalhos no mundo do entretenimento. Nascido em 1890 na cidade norte-americana de Providence, Howard Phillips Lovecraft escreveu incontáveis cartas e inúmeros contos, entre histórias de terror clássico e sobre o mito de Cthulhu, entre os mais importantes estão A Cor que Caiu do Céu (1927); O Chamado de Cthulhu (1928); O Horror de Dunwich (1929); Um Sussurro nas Trevas (1930); Nas Montanhas da Loucura (1936) e A Sombra Vindo do Tempo (1936). Morreu no ano de 1937 aos 46 anos vítima de câncer e deixou um legado de valor incalculável à literatura fantástica e de terror.

A Busca Onírica por Kadath, mais especificamente seu conto principal, é uma obra impar no trabalho de H.P. Lovercraft ao contrastar com o seu estilo, sendo este um dos seus apelos além da qualidade dos contextos e situações. Apesar de algumas descrições cansativas e até repetitivas, capazes de afastar um leitor menos entusiasmado, trata-se de uma obra genuinamente indispensável para fãs do autor e do gênero.

 

Artigos anteriores

Resenha: O Caso de Charles Dexter Ward

https://www.rederpg.com.br/2015/03/18/resenha-o-caso-de-charles-dexter-ward/

 

Resenha: A Sombra Vinda do Tempo

https://www.rederpg.com.br/wp/2014/02/resenha-a-sombra-vinda-do-tempo/

 

GURPS Por um Fio…

https://www.rederpg.com.br/wp/2013/05/gurps-cyberpunk-por-um-fio/

 

Resenha A Guerra dos Mundos

https://www.rederpg.com.br/wp/2013/05/resenha-a-guerra-dos-mundos/

Deixe uma resposta

Kingdoms Game Festival

D&D 5ª Edição: Adicionando jogadores novatos no meio de uma campanha