in ,

Evolution Pulse: Começou a pré-venda da edição brasileira!

Evolution Pulse é um cenário para os sistema Fate. Neste livro, você vai encontrar tudo o que você precisa para jogar suas aventuras neste futuro escuro cheio de personagens únicos, que são capazes de manipular a realidade. Você vai encontrar todas as indicações e sugestões que você precisa para trazer para o seu jogo todas as características do mundo de Evolution Pulse: de Executores, personagens relacionados a Inteligências Artificiais, a Hekaths temíveis e letais, monstros inter-dimensionais que devoraram e destruíram o mundo.

Ano 2917: alguns cientistas descobrem uma base escondida na Antártica, construída por uma civilização desconhecida. Depois de alguns meses e da experiência de pesquisadores de todo o mundo, eles conseguem encontrar uma estranha e pequena caixa de 20×20 cm. Após algumas experiências, a caixa abre. Caos. Cada batimento cardíaco único vindo de cada pessoa modifica a realidade. Toda vez que a realidade muda, algum tipo de matéria escura gera um Hekath, uma criatura horrenda e em constante mudança. Os Hekaths comem matéria escura para que eles possam se tornar mais fortes e evoluir de MkAlpha para MkBeta para MkGamma. O mundo termina em 9 horas.

Felizmente, três AIs foram construídas anteriormente: Nirvana, Eden e Olympus. Elas conseguem construir três zonas seguras. No exterior, o LostZone é habitado por poucos sobreviventes, o LostH.

Cada AI gerencia sua zona segura de uma maneira diferente.

Nirvana criou cidades seguras para proteger homens e clones (Proxy) geneticamente modificados para serem capazes de controlar seus próprios batimentos cardíacos para mudar a realidade à vontade. Os clones se aventuram em missões em troca de uma nova vida dentro das cidades. Mas há um segredo sombrio. Quando terminam suas missões, sua memória é limpa reiniciando tudo outra vez, repetidamente.

Eden colocava homens em sono criogênico (em seu próprio sonho paradisíaco) e criava entidades de suas mentes. Estas entidades são chamadas Hyonos, encarnações de suas mais nobres virtudes, capazes de se conectar com os AIs e ter acesso a várias armas e armaduras.

Olympus escolheu a maneira mais direta e dolorosa: implantou os dispositivos mais avançados nos sobreviventes, criando uma sociedade de homens-máquina (Hydrah) que pode se consertar e evoluir com materiais inorgânicos.

Alguns dos sobreviventes LostH foram parcialmente infectados pela matéria escura, tornando-se Obscura.

Os PJs são Executores (Proxy, Hyonos ou Hydrah) enviados pelos AIs para encontrar e trazer de volta os últimos remanescentes do gene humano puro enquanto lutavam contra os Hekaths. É possível jogar como um LostH ou um Obscura. Com a expansão “Dark Echoes” (Echi Oscuri) adicionaram outro arquétipo. Mas isso é assunto pra uma outra oportunidade.

O sistema usa as regras do FATE Básico, mas cada “raça” tem suas próprias abordagens (derivadas do FATE Acelerado). Além disso, o manual fornece um monte de acrobacias específicas para cada tipo de personagem. Isso sem falar na belíssima arte.

Para garantir já o seu exemplar do Evolution Pulse pelo preço de pré-venda, basta clicar no link abaixo:

fabricaeditora.com.br/produto/evolution_pulse/

 

Deixe uma resposta

Marque seu novato: 7 coisas que o veterano espera que você saiba

Old Dragon: Pequeno Manual de Classes: Bruxas