in ,

Vampiro 5ª Edição: Entrevista com a brazuca da White Wolf!

Hoje trazemos um papo com Alessa Malkavian, a brazuca que é Community Manager da White Wolf. Vamos conhecê-la um pouco, saber sobre a função que ela faz, sobre a 5ª Edição de Vampiro: A Máscara e o futuro do Mundo das Trevas no mercado brasileiro!

1) Salve, Alessa! Qual é exatamente a função de um Community Manager? Você faz só para o Brasil ou também para outros países da América Latina ou de língua portuguesa? E como você conseguiu essa função tão fantástica? Presence? Dominate? Diablerie (risos)?

Alessa: Salve, REDERPG! Salve, Cainitas! Salve, leitores! É um prazer imenso participar dessa entrevista em um momento marcante na minha vida e para a comunidade brasileira de fãs. Bem, como já sabem, sou Community Manager da White Wolf, a única Brasileira e latina da equipe até agora. A execução das minhas tarefas não se limitam geograficamente. Eu posso atuar com fanbases de quaisquer locais. Mas, claro, que predominantemente eu atuo com Brasil e agora aos poucos com América Latina e Espanha. Basta conhecer o idioma e conseguir se comunicar. Simples assim. Como eu consegui essa função? Se eu contar vou ter que te matar (risos)! Brincadeira à parte, a White Wolf anunciou a vaga em sua página principal e vi que cumpria os requisitos e me inscrevi. Além de criadora de conteúdo e fã, sou graduada em Gestão Comercial e pós-graduanda em Negócios Internacionais. Participei de um processo de seleção parecido com o que estamos habituados, exceto pela distância, mas com a facilidade da internet. Só não teve a dinâmica de grupo que todos amam SQN (risos). E então fui contratada. Não precisei diablerizar ninguém!

2) Conte-nos um pouco sobre você, quem é Alessa? E como você começou no RPG e no Vampiro: A Máscara?

Alessa: Sou conhecida como Alessa Malkavian, quanto a meu nome verdadeiro, quem ousou mencioná-lo conheceu Caim de perto (risos)! Comecei por influência do meu esposo Jayson. Ele é narrador há 16 anos, jogador de RPG em geral há 19 e foi ele quem me mostrou esse universo maravilhoso do Storyteller. O considero além de amor verdadeiro, meu mentor, aliado e o responsável por todas as minhas conquistas nesse contexto. Ele sempre me incentivou e apoiou nas empreitadas. Inclusive escrevemos juntos meu primeiro livro, o romance de clã As Mil Faces da Malkaviana, disponível em português na plataforma Storytellers Vault da White Wolf. Eu sou criança da noite ainda in game, jogo há menos de dois anos. Porém, carrego uma paixão desenfreada, onde penso em Vampiro: A Máscara quase 24 horas por dia, de onde muito das grandes matérias, memes e contos surgiram de alusões com o dia a dia e a facilidade de me comunicar com o público e perceber seus interesses.

3) Para aqueles que não dominam o inglês, o que mudou no cenário de Vampiro: A Máscara? Quais as mudanças ou avanços da cronologia que você destacaria? O que torna um cenário da década de 1990 ainda atual no século 21 e capaz de atrair novos jogadores?

Alessa: De fato está modernizado, na edição nova você não joga mais nos anos 1990, está no contexto atual. Anos 2000 até o presente momento. Mas as nuances principais, o foco principal do horror psicológico e pessoal ainda continuam e digo que talvez até mais intensificados. Quanto ao sistema, a quinta edição é nova. Você ainda verá referências das edições anteriores como habilidades e atributos, os clãs, alguns personagens oficiais, fatos históricos. Mas o sistema é definitivamente novo. E melhor. Ele tem tudo que havia de bom nas edições anteriores, algo que a equipe criadora da quinta edição trouxe com muito carinho e tato, acredito que essa seja a grande genialidade da quinta edição. Apesar de mudanças significativas, você ainda terá o sentimento proposto desde sempre.

4) E o sistema da 5ª Edição? O antigo Storyteller era um pesadelo probabilístico. O que você destaca no novo sistema e quais são as principais mudanças?

Alessa: Esse pesadelo causado por excessos de rolagens de dados? Seus problemas acabaram. A quinta edição é linear, sutil e ultra focada em roleplay. Não que não existam rolagens e testes resistidos. Eles ainda existem. Mas a mecânica V5 é muito simplificada e visa terminar o mais breve possível. Além de enxugar o número de rolagens, uma mudança que muitos fãs veem como positiva é a saída da iniciativa. Agora você não rola iniciativa nos turnos. É um novo sistema para turnos conflituosos. Há a regra da fome também, onde costumo brincar que você joga o tempo todo ao lado da besta. A besta também falha e a besta também tem sucessos.

5) Bom, a gente sabe qual o clã que você mais gosta, mas tem algum que você não gosta ou não se vê interpretando um personagem desse clã?

Alessa: Não há clã que eu não goste. Todos têm suas particularidades incríveis. Eu tinha muita resistência com o clã Tremere, mas com o V5 trazendo a ruptura do clã e a representatividade feminina com a casa Carna, até narrei um playtest V5 ultra focada na questão do clã Tremere.

6) Além de Community Manager da White Wolf, você também tem material de sua autoria no Storytellers Vault, não é mesmo?

Alessa: No Vault há dois trabalhos. As Mil Faces da Malkaviana, como mencionei anteriormente, e o Tales From The Vault vol.1 que é um compilado de contos de autores destaque da plataforma e em inglês. E contém uma parte do meu trabalho nele.

7) Como foi a repercussão do Darkness Day junto à White Wolf? Algum outro país já teve uma iniciativa como essa?

Alessa: Mais maravilhosa impossível. Com o apoio da White Wolf nossa divulgação conseguiu atingir maiores proporções e a empresa fez questão de conhecer todos os envolvidos e dar as glórias para eles. Sem eles, nada seria possível. E então terminado o evento, sorteamos um exemplar do Chicago By Night físico dentre os organizadores que se propuseram a participar do sorteio. Foi um presente do Jason Carl para eles. Outros países têm iniciativas semelhantes e em outros cenários também. Aqui também temos o CofdDay que é uma data específica que contempla esse sistema.

8) Agora vou fazer aquela pergunta que já deve ter sido feito muitas vezes a você: quando teremos a 5ª Edição de Vampiro: A Máscara em português? Sabemos que tem VÁRIAS editoras brazucas interessadas em adquirir a licença. Já há uma definição sobre isso? Quando esse tão esperado anúncio deve ser feito?

Alessa: (Risos) A pergunta de um milhão de reais. De cada 10 fãs, 9 me perguntam isso e eu entendo a necessidade e sempre respondo a todos. Não temos data prevista ainda. A White Wolf está trabalhando o máximo para englobar o maior número de idiomas, temos fãs sedentos ao redor do mundo e entendemos que a melhor forma de agregá-los é com o material traduzido oficialmente. Entretanto, não visamos somente traduzir, é um processo burocrático e demorado, para também termos material de qualidade e distribuição eficiente. Esperamos anunciar o mais breve possível, até lá pedimos que os fãs tenham paciência e adquiram somente material oficial, isso ajuda com que vocês tenham acesso breve aos materiais da White Wolf e que o trabalho continue sendo feito da melhor qualidade possível.

9) Muitíssimo obrigado por este bate-papo, Alessa! Muito sucesso para você com a White Wolf e em todas as suas iniciativas! Fique à vontade para dar o seu recado final aos jogadores brasileiros de RPG!

Alessa: Obrigada pela oportunidade mais uma vez, aos fãs em nome da White Wolf Entertainment agradeço o entusiasmo, essa paixão que vocês mantêm viva há quase 30 anos, perpetuando de pais e mães para seus filhos! É muito gratificante poder sintetizar suas necessidades para a empresa e poder contribuir para nossa comunidade. Queridos fãs brasileiros, contem comigo e sintam-se à vontade para enviarem suas perguntas, trocarem ideias, compartilharem seus momentos e até mesmo criticar. Somos gratos.

Abraço da Malkavianinha!

Confiram a seguir, um vídeo da Alessa onde ela responde algumas perguntas dos fãs brasileiros de Vampiro: A Máscara:

Então bora falar de Vampiro: A Máscara? Essas são as respostas de algumas das perguntas feitas por fãs de VtM.4h da manhã + cansaço + vontade de responder todos.Gravar essas respostas foi uma imensa honra e muito gratificante.Um abraço da Malkavianinha para todos que participaram dessa interação saudável e um agradecimento especial ao meu amigo Felipe Daen do nosso grandioso canal Narrador de RPG que além de nos proporcionar muito conhecimento de WoD, ainda faz umas edições de vídeos maravilhosas!Em breve mais novidades.Alessa Malkavian White Wolf's Community ManagerSiga White Wolf no Facebook /@wwpublishing no Twitter e @whitewolfentertainment no Instagram.

Posted by Alessa Malkavian on Saturday, October 6, 2018

 

Deixe uma resposta

Starfinder RPG: Começou o financiamento da edição brasileira!

Shadow of the Demon Lord RPG (resenha)