in

Financiamentos Coletivos do fim do ano na reta final! (2017)

Belregard próximo de bater a meta, Desmortos já financiado!

E aí, galera, suave? Primeiro, deixem eu me apresentar, sou Eduardo Elfman, e eu jogo RPG desde o final da década de 1980. Comecei com Tagmar, mas já jogava livros-jogos antes (A Cidadela do Caos, A Floresta da Destruição, A Nave Espacial Traveller – que eu nunca consegui terminar honestamente – e A Cidade dos Ladrões, o meu preferido). Joguei Dungeons and Dragons (primeira edição, em português de Portugal), GURPS (Fantasy, Cyberpunk, Supers, inclusive até hoje ainda tenho um grupo de GURPS Fantasy), Advanced Dungeons and Dragons, Dungeons and Dragons 3.0, Dungeons and Dragons 3.5, Dungeons and Dragons 4ª edição, Abismo, O Desafio dos Bandeirantes, WitchCraft, All Flesh Must Be Eaten, Buffy the Vampire Slayer RPG, Marvel “FASERIP”, Bram Stoker’s Dracula, Lobisomem o Apocalipse (inclusive, fui o primeiro a comprar o livro na cidade do Rio de Janeiro, longa história) e, minha paixão, sempre foi Vampiro: a Máscara.

Joguei e mestrei nas antigas RPG Rio (na época da Gibiteria e Bárbaras Magias), fiz parte de um grupo de RPG na região onde moro (o saudoso Dragon Island, de onde mantenho algumas amizades próximas até os dias de hoje), enfim, espero ter propriedade para entretê-los por alguns minutos todo mês. Gostaria de agradecer ao Marcelo Telles por esta oportunidade e por manter esse canal aberto por tantos anos.

Enfim, apresentações e agradecimentos feitos, vamos ao que realmente interessa:

O que você pode fazer pelo RPG hoje?

Sim, brother, você! Eu venho de uma época onde tudo era mais difícil, a era pré-internet, só tínhamos acesso ao que a Devir trazia para a gente ou que algum jogador nacional arregaçasse as mangas e escrevesse para nós, posso dizer, com propriedade, que a Devir e a White Wolf foram minhas maiores professoras de inglês. Era tudo mais difícil sem .pdf, sem Amazon.com, nós tínhamos o dólar/livro, que era quanto valia o dólar do preço de capa em cada livro na loja em que comprávamos.

Hoje, os tempos são outros, ninguém mais cola fotolito e “escaneia” como o Douglas Quinta Reis, que esteja em paz, disse em entrevista sobre o começo do GURPS, agora temos diversas editoras, trazendo material de qualidade e, muitas destas, são editoras pequenas, mas que trabalham por amor ao RPG. E uma forma de manter o mercado funcionando, é financiando! Sim, só assim faremos com que as editoras, pequenas ou grandes, continuem publicando.

Eu fiquei um pouco longe do RPG por algum tempo, mas, mesmo assim, entrei em algumas campanhas de financiamento coletivo de jogos que eu não teria qualquer pretensão de jogar ou mestrar, apenas para manter o mercado. E eu sei que como eu tem muitos e foi o que motivou essa postagem, apresentar as opções de financiamento para o mês de dezembro e garantir que mais projetos continuem surgindo.

Então, sem mais demora, vamos lá.

Lankhmar

Bem, esse não é exatamente um novo RPG, mas um cenário para Savage World, um RPG financiado pela editora RetroPunk (esse eu participei do Financiamento Coletivo). E inclusive, como uma das Recompensas, há a possibilidade de comprar o Lankhmar e o Módulo Básico do Savage Worlds a um preço “camarada”.

Este financiamento está previsto até o dia 23 de dezembro e já está financiado com 144%, a caminho de bater a terceira meta extra!

Você poderá participar desse projeto em: catarse.me/lankhmar

Belregard

Este livro, apesar de ser um cenário de RPG, acompanha todas as regras necessárias para jogar.

Este financiamento está previsto para até o dia 9 de dezembro e já está com 82% financiado. Então vamos dar uma força, a ideia é excelente e falta muito pouco para o lançamento.

É um cenário todo criado por brasileiros, o pessoal da Lampião em parceria com a New Order (pois Belregard usa as regras do Crônicas RPG).

Você poderá participar desse projeto em: catarse.me/belregard

Caso queiram informações adicionais, no site da editora New Order, eles têm uma revista em .pdf que fala sobre seus lançamentos e, além de uma entrevista com os criadores, há uma primeira aventura pronta.

Desmortos

Uma editora nova com uma proposta bem alternativa, é um RPG bem indie sobre vampirismo e que tem um sistema sem dados.

Um “must have”, a meta é baixa e o preço é bastante amigável. Já está financiado com 126%, a caminho de bater a segunda meta extra e pode ser apoiado até o dia 13 de dezembro.

Você poderá participar desse projeto em: catarse.me/desmortos

Sombras Urbanas

Continuando com a mesma pegada, Sombras Urbanas é um jogo de política entre as criaturas da noite, com Vampiros, Feiticeiros, Videntes, Fadas, Lobisomens, Demônios, entre outros. Um sistema completo.

A editora também é nova e o jogo também tem uma proposta diferente do main stream.

A campanha vai até o dia 9 de dezembro e está apenas em 88% financiado, esta é a hora de dar o seu apoio!

Você poderá participar desse projeto em: catarse.me/sombrasurbanas

Nebula RPG: Piratas de Marduk

Outro projeto já financiado com sucesso, se você curte uma space opera, veja esta campanha, um jogo com regras fáceis, barato e nacional. Nesta campanha, até o frete é grátis.

Mas fique de olho, pois ela só vai até o dia 9 de dezembro, já está financiada com 318% e as entregas começarão a partir de janeiro de 2018

Você poderá participar desse projeto em: catarse.me/nebularpg

Forja Profana

Tá, esse não é exatamente um RPG mas, se você gosta de props para enriquecer sua aventura e aumentar o nível de imersão dos seus jogadores (e não se perder naquele combate épico do final da campanha), você precisa ver esse projeto.

As miniaturas abaixo do preço daquela loja perto da sua casa, um projeto diferente e bem interessante.

Está em 38%, mas tem até o dia 9 de dezembro para alavancar, esse é um daqueles que você se arrepende de não apoiar.

Você poderá participar desse projeto em: catarse.me/forjaprofana

E você está achando que é só isso?

Não, ainda há muito mais por vir, Devir, Red Box, Pensamento Coletivo, são empresas com projetos próximos que vale a pena ficar de olho. Estão sempre nos eventos de RPG e com muita coisa boa no cronograma. Vale a pena dar uma olhada nas editoras e ver o que está rolando.

Acabou uma grande campanha de fantasia medieval? Que tal algo mais sombrio? Cansado do seu príncipe? Que tal uma princesa élfica (ou anã, por que não)?

Enfim, há muita coisa legal que vale a pena conhecer, para mudar o clima daquela companha e, quem sabe, um jogador não assume o manto do Mestre dos Magos…

Por Eduardo Elfman
Equipe REDE
RPG

What do you think?

3 points
Upvote Downvote

Total votes: 7

Upvotes: 5

Upvotes percentage: 71.428571%

Downvotes: 2

Downvotes percentage: 28.571429%

Deixe uma resposta

Qual é o cenário de campanha de fantasia mais popular do Brasil? (Open list) (7 submissions)

Ars Magica: Um texto espontâneo sobre magia espontânea