in ,

D&D 5ª Edição: Jogando com Classe: Bardo

Esse é o segundo capítulo da série Jogando com Classe, que estou escrevendo para ajudar os jogadores a criarem personagens que sejam efetivos no momento do combate. Esse artigo é sobre o bardo. Para ver o capítulo anterior, acesse o link abaixo:

D&D 5ª Edição: Jogando com Classe: Bárbaro

Premissas

• Vou me ater apenas às opções apresentadas no Player’s Handbook.
• Não vou abordar a opção de multiclasse.
• Como não temos uma tradução oficial para a 5ª Edição e os jogadores podem não estar familiarizados com os termos das edições anteriores, vou me referir aos termos em inglês ou colocá-los entre parênteses para facilitar a vida dos jogadores.
• As opções apresentadas não são as únicas possíveis, apenas são otimizadas para desempenhar certos papéis dentro do grupo de jogo.

Conceitos

Para facilitar o entendimento, vou separar os tipos de personagens em quatro papéis, onde cada papel exerce uma função dentro do grupo. A 5ª Edição do D&D não se refere a esses papéis em momento nenhum, até porque a intenção do jogo é dar total liberdade para os jogadores criarem os personagens da forma que desejarem, mas acredito que isso vai ajudar a direcionar a escolha do tipo de personagem com que se quer jogar.

Apoiador – a função do apoiador é dar suporte aos outros personagens, fazendo com que eles cumpram sua função com maior eficiência. Esses personagens podem atuar tanto na linha de frente quanto na retaguarda, curando e protegendo os aliados enquanto atrapalham os inimigos, tornando-os menos efetivos ou alvos mais fáceis.
Atacante – a função do atacante é causar uma grande quantidade de dano no adversário, possivelmente o abatendo, ou ao menos o deixando à beira da morte. Esses personagens podem atuar tanto na linha de frente quanto na retaguarda, mas devem escolher onde querem atuar desde o princípio para poder focar suas habilidades.
Controlador – a função do controlador é dominar o campo de batalha, cadenciando o andamento do combate. Geralmente atuando na retaguarda, o controlador consegue eliminar diversos adversários mais fracos ao mesmo tempo, deixando seus companheiros se concentrarem nas maiores ameaças, ou podem enfraquecer o inimigo, confundi-los ou mesmo barrar o seu avanço.
Defensor (Tanque) – a função do defensor é atuar na linha de frente do combate, atraindo para si os golpes dos adversários mais fortes e sobrevivendo a eles. Além de terem atributos e habilidades de defesa, estes personagens precisam ameaçar suficientemente os adversários para se manterem como os alvos principais.

O BARDO

O bardo é um artista que se utiliza de magia para aprimorar a sua arte. Estes personagens são reconhecidos por sua versatilidade no campo de batalha, podendo atuar relativamente bem como atacante e defensor, um ótimo controlador, mas se destacando verdadeiramente como um excelente apoiador. Mesmo se um bardo for construído para outro papel, ele acabará atuando como apoiador em diversos momentos devido às suas características de classe. Por isso é melhor pensar nesta classe como um apoiador que pode atuar em outro papel em determinados momentos.

Para fazer um bardo que possa atuar como atacante, uma vez que a lista de magias do bardo não possui as melhores magias causadoras de dano e nem características de classe que potencializem o dano, o melhor é investir em um bardo que ataca à distância. Para fazer um bardo que pode atuar como defensor, o melhor é investir em armadura média e escudo para melhorar a AC e atacar com a rapier ou outra arma com finesse. O bardo controlador também deve ficar à distância, priorizando as magias e características de classe que enfraquecem os adversários. Finalmente, o bardo exclusivamente apoiador pode atuar tanto na vanguarda ou retaguarda, e seu foco deve ser magias que auxiliem seus companheiros.

Atributos

O atributo mais importante para um bardo é o Carisma (CHA), uma vez que as características de classe principais, Spellcasting e Bardic Inspiration, são baseadas neste atributo. O segundo atributo principal é a Destreza (DEX), pois além de contribuir com a Armor Class (AC) também serve para o bardo atacar com armas com a característica Finesse ou de combate à distância. A seguir vem a Constituição (CON), já que este atributo contribui para aumentar os pontos de vida do personagem. O quarto atributo é a Sabedoria (WIS), uma vez que esse atributo está ligado com a resistência de diversas magias e a várias perícias. O penúltimo atributo é a Inteligência (INT), pois algumas perícias úteis estão ligadas a esse atributo e é bom não ter um bônus negativo nele. A Força (STR) ficar relegada ao menor atributo.

Considerando a opção de valores fixos de atributos, a distribuição inicial ficaria assim:

STR 8 (-1) – DEX 14 (+2) – CON 13 (+1) – INT 10 (0) – WIS 12 (+1) – CHA 15 (+2)

Raças

Os anões (dwarf) são vistos como indivíduos sérios e rabugentos, mas geralmente esse comportamento é uma percepção dos membros das outras raças. Anões adoram cerveja e uma boa história, por isso é muito fácil imaginar um destes seres assumindo o papel de bardo. Talvez não um bardo tão espalhafatoso, mas um bom contador de histórias. Apesar de ser tematicamente adequada, essa raça não é uma boa escolha para o bardo, pois seus bônus não favorecem as habilidades desta classe. Mas se você deseja fazer um bardo que pode atuar como defensor, a sub-raça Hill Dwarf é uma boa opção, pois seu bônus de +2 na CON e a característica Dwarven Toughness lhe torna mais resistente a dano.

Atributos atualizados

[Hill Dwarf]

STR 8 (-1) – DEX 14 (+2) – CON 15 (+2) – INT 10 (0) – WIS 13 (+1) – CHA 15 (+2)

Os elfos (elf) são tematicamente apropriados para assumir o papel de bardo, uma vez que são frequentemente retratados como seres que exercem fascínio sobre os humanos e mesmo as outras raças, além de possuírem uma ligação forte com a magia. É fácil imaginar um elfo com uma postura altiva entoando um cântico mágico que encanta a todos que o ouve. No entanto, o elfo também não é uma das melhores raças para exercer esse papel, mas sim a sua contraparte maligna, o drow. A sub-raça Drow concede bônus de CHA para o personagem, além de acesso a darkvision e algumas magias, no entanto possui uma penalidade relacionada à luz do dia, o que pode ser uma característica interessante para tornar o bardo um tanto quanto sinistro. O High Elf é uma boa opção de bardo que pode atuar como atacante ou controlador, uma vez que dá acesso ao longbow no primeiro nível e a um cantrip de mago, que são mais poderosos do que os de bardo, mas precisa mudar a configuração dos seus atributos para favorecer a INT em detrimento a CON, deixando-o com um pouco menos de pontos de vida. Além disso, o High Elf pode ser um bardo da Escola do Conhecimento que pode atuar como atacante, uma vez que já tem acesso ao longbow e ao cantrip.

Atributos atualizados

[Drow]

STR 8 (-1) – DEX 16 (+3) – CON 13 (+1) – INT 10 (0) – WIS 12 (+1) – CHA 16 (+3)

[High Elf]

STR 8 (-1) – DEX 16 (+3) – CON 10 (0) – INT 14 (+2) – WIS 12 (+1) – CHA 15 (+2)

Os halflings geralmente são vistos como seres alegres e festivos, além de muito curiosos. Somado ao fato de que esta raça possui uma tradição oral muito forte, é muito fácil conceber um bardo halfling. Os halflings também são bons bardos, sendo que a sub-raça dos Lighfoot é muito boa por receber bônus no CHA, e a sub-raça dos Stout pode ser utilizada por jogadores que desejam um bardo que pode atuar como defensor.

Atributos atualizados:

[Lightfoot Halfling]

STR 8 (-1) – DEX 16 (+3) – CON 13 (+1) – INT 10 (0) – WIS 12 (+1) – CHA 16 (+3)

[Sout Halfling]

STR 8 (-1) – DEX 15 (+2) – CON 14 (+2) – INT 11 (0) – WIS 12 (+1) – CHA 15 (+2)

Os humanos se encaixam muito facilmente no papel de bardo, pois assim como essa classe, essa raça é conhecida por sua versatilidade. Além disso, existem diversas histórias que retratam personagens humanos que usam músicas mágicas, sendo a mais famosa dela a do Flautista de Hamelin. Mas se preferir algo mais pautado na realidade, os bardos são baseados nos bardos históricos (também conhecidos como menestréis ou trovadores) e nos escaldos. Os humanos recebem bônus de +1 em todos os atributos, melhorando as características gerais do personagem, e os Variant Human, caso o Mestre permita, recebem bônus de +1 em dois atributos, que devem ser colocados em CHA e CON (para ficar com dois bônus de +2), além de receberem uma Skill e um Feat. Veja a entrada Feat mais adiante para sugestões de qual escolher.

Atributos atualizados:

[Human]

STR 9 (-1) – DEX 15 (+2) – CON 14 (+2) – INT 11 (0) – WIS 13 (+1) – CHA 16 (+3)

[Variant Human]

STR 0 (-1) – DEX 14 (+2) – CON 14 (+2) – INT 10 (0) – WIS 12 (+1) – CHA 16 (+3)

Imaginar um dragonborn bardo não é algo simples, uma vez que estes seres de aparência ameaçadora não parecem de encaixar no arquétipo da classe, mas os bardos não precisam ser sempre belos (para os padrões humanos) e sorridentes. Não que um dragonborn não possa se encaixar no arquétipo padrão do bardo, apenas não é essa é a primeira imagem que se tem de um dragão humanoide. Assim como o anão pode ser um bardo rabugento e o drow um bardo sinistro, o bardo dragonborn pode ser um bardo ameaçador a primeira vista, e pode confirmar ou refutar isso ao começar a falar. Para fazer um bardo efetivo, deve-se fugir da alocação padrão dos atributos para conseguir criar um bardo que possa atuar como defensor.

Atributos atualizados:

[Dragonborn]

STR 14 (+2) – DEX 14 (+2) – CON 13 (+1) – INT 8 (-1) – WIS 10 (+0) – CHA 16 (+3)

Os meio-elfos (half-elf) são excelentes bardos. Belos e graciosos como os elfos, além de serem versáteis como os humanos, estes seres são conhecidos como excelentes diplomatas e viajantes, características que se encaixam perfeitamente no arquétipo do bardo. Estes bardos podem ser criados pelos humanos e estarem em busca de se conectar com suas raízes élficas por meio da música ou histórias, e o contrário também pode ser verdadeiro. O fato é que seu bônus de +2 no CHA é excelente, assim como bônus de +1 em dois atributos. Inverta os valores básicos de CHA e DEX para ficar com dois atributos com bônus de +3, e coloque o último bônus em CON. A característica Skill Versatility concede proficiência em duas skill, a classe do bardo mais três, o background mais duas, e se escolher o College of Knowledge no terceiro nível, receberá mais três, totalizando proficiência em 10 skills, mais da metade de todas as skills disponíveis! Mais versátil que isso é difícil.

Atributos atualizados:

[Half-elf]

STR 8 (-1) – DEX 16 (+3) – CON 14 (+2) – INT 10 (0) – WIS 12 (+1) – CHA 16 (+3)

Outra forma de fazer um bardo sinistro é selecionar a raça dos tiefling. Sua aparência infernal faz um contraste interessante com o arquétipo estabelecido para o bardo. Assim como apontado na descrição dos dragonborns, o personagem pode desafiar a aparência padrão da raça e se adequar à visão geral que se tem de um bardo, mas também pode ser interessante subverter a forma como as pessoas veem a classe e criar uma versão mais sinistra, uma espécie de Marilyn Mason medieval. O bônus de +2 no CHA é excelente para o bardo, assim como Infernal Legacy, que adiciona algumas magias ao repertório da classe.

Atributos atualizados:

[Tiefling]

STR 8 (-1) – DEX 14 (+2) – CON 13 (+1) – INT 11 (0) – WIS 12 (+1) – CHA 17 (+3)

Características de Classe

Pontos de Vida: A classe do bardo possui um dado de vida mediano, uma vez que o d8 fornece uma quantidade de pontos de vida decente, mas que não vai ser suficiente para o bardo resistir aos ataques dos inimigos mais poderosos. Assim, um bardo que quer atuar como defensor deve ter a melhor AC possível para evitar ser atingido pela maioria dos ataques.

Proficiências: O bardo começa o jogo com proficiência em Light Armor, o que é ruim se você quer que seu personagem atue como defensor. Para isso, deve-se esperar o 3º nível e escolher uma Escola de Bardo que forneça essa proficiência. As proficiências com armas iniciais do bardo conta com a rapier, uma arma com a característica finesse, e por isso pode usar a DEX no ataque e no dano. No caso do dragonborn, pode-se usar a longsword que pode ser utilizada com duas mãos para causar mais dano. O bardo ganha proficiência com três instrumentos musicais que podem ser utilizados como spellcasting focus, ou seja, substitui o uso de componentes mágicos que não possuem valores declarados na descrição da magia. A proficiência com saving throw em DEX é extremamente útil, pois diversas magias de área requer esse tipo de saving throw, em contrapartida o saving throw de CHA não é muito requisitado. Quanto às perícias, o bardo pode escolher qualquer três, então escolha primeiro o backgroung e depois escolhas essas perícias, priorizando aquelas que se beneficiarão mais dos bônus de seus atributos. A única perícia obrigatória é performance, pois ela é a essência do bardo, um artista performático, seja um contador de história, músico, ator ou malabarista.

Equipamentos: O bardo pode escolher entre a rapier, longsword e qualquer simple weapon. Se seu personagem não for um dragonborn (e mesmo se for, considere essa opção até o terceiro nível) ou um high elf (neste caso escolher o longbow), a melhor opção é o shortbow, uma arma de ataque à distância que usa a DEX tanto no ataque quanto no dano. Escolha o diplomat’s pack se considerar que seu bardo frequenta a alta sociedade ou o entertainer’s kit se achar que ele é mais como um artista de rua. O bardo começa o jogo com uma light armor, que fornece AC 11 + DEX (potencialmente AC 13 ou 14), o que é não é tão bom para aqueles jogadores que querem que o seu personagem atue como defensor, e por isso deve-se aguardar até o terceiro nível e se manter na retaguarda por enquanto.

Spellcasting: O bardo é um usuário de magia que utiliza o CHA como atributo base, e este é o motivo pelo qual esse é o atributo principal desta classe, uma vez que a dificuldade para resistir os efeitos das magias está diretamente ligada ao atributo base. O personagem começa o jogo sabendo dois cantrips e quatro magias de 1º nível, e vai ganhando mais magias conforme sobe de nível. Os cantrips podem ser utilizados à vontade, mas as magias devem utilizar os spell slots conforme a tabela da classe. O bardo também consegue realizar as magias marcadas como ritual sem gastar spell slot, mas o tempo de execução da magia aumenta em 10 minutos. Discutiremos as Magias do bardo mais adiante em Magia.

Bardic Inspiration: Essa é a característica chave do bardo e a que o torna essencialmente um apoiador, pois concede um dado bônus a outra criatura que pode usá-lo para melhorar o resultado de um dos seus testes de atributo, ataque ou teste de resistência (saving throw). Até o 5º nível, tente reservar essa característica para os combates ou momentos mais complicados do dia, mas não se furte de usá-la se perceber que os aliados estão passando por dificuldades.

Jack of All Trades: Mesmo que o seu personagem não tenha as dez proficiências conforme descrito acima, o bardo recebe metade do seu bônus de proficiência em todas as perícias em que não for proficiente. Assim, se no grupo não houver ninguém com proficiência em algo, a chance do bardo ser bem-sucedido é maior.

Song of Rest: Outra característica voltada para o apoio do grupo. Enquanto estiverem descansando, o bardo pode usar essa característica para conceder um bônus na quantidade de cura que um personagem recebe por qualquer meio.

Expertise: A partir do 3º nível, você escolhe duas perícias e seu bônus de proficiência é considerado o dobro para elas. Com isso você consegue ser realmente muito bom em algo. A partir do 10º nível, você pode escolher outras duas perícias.

Escola de Bardo

A partir do 3º nível, o bardo ganha acesso a duas Escolas de Bardo e pode escolher seguir os ensinamentos de uma delas. Para o bardo que quer atuar como defensor ou atacante (caso não seja um high elf), a melhor escolha é a Escola do Valor (College of Valor), uma vez que fornece acesso a armaduras médias, escudo e a característica Extra Attack; enquanto que para atuar como um controlador a melhor escolha é a Escola do Conhecimento (College of Knowledge), porque permite aprender magias da lista das outras classes. Para atuar somente como apoiador, as duas oferecem características interessantes, a diferença basicamente é que a Escola do Valor permite o bardo atuar no meio do combate e a Escola do Conhecimento é melhor à distância do combate.

A Escola do Valor é baseada nos escaldos, poetas e escritores vikings que também contavam suas histórias ou histórias populares. Os bardos desta escola viajam pelo mundo para vislumbrar os acontecimentos diante dos seus próprios olhos e transformar estes acontecimentos em histórias.

Bonus Proficiences: O bardo desta escola ganha proficiência com armaduras médias e escudos, o que lhe permite aumentar consideravelmente seu AC, além de armas marciais, podendo inclusive utilizar o longbow, caso não seja um high elf.

Combat Inspiration: Esta característica permite que o dado concedido pela característica Bardic Inspiration seja utilizado no dano, ou como uma reaction para aumentar a AC.

A Escola do Conhecimento inspira-se no menestrel medieval, sendo um cantor itinerante que se apresenta em diversas localidades. Os bardos desta escola viajam o mundo em busca de conhecimento, procurando novas músicas ou contos em cada local visitado.

Bonus Proficiences: O bardo desta escola ganha proficiência em três perícias.

Cutting Words: Esta característica permite que os bardos desta escola utilizem o dado concedido pela característica Bardic Inspiration para impor uma penalidade no ataque, teste de atributo ou dano de um inimigo.

Níveis acima do 3º

Como usuário de magia, o bardo precisa escolher as magias que aprenderá para se aprimorar no papel que quer desempenhar no grupo. Além disso, existem algumas outras decisões que devem ser tomadas.

Ability Score Improvement: O bardo ganha atributo nos níveis 4, 8, 12, 16 e 19. O objetivo é aumentar o CHA até 20 para melhorar o desempenho de suas magias, então deve ser o atributo priorizado. Caso o personagem queira atuar como atacante, a DEX também deve ser priorizada para melhorar o dano dos ataques. Se o personagem atuar como um defensor, após a DEX chegar a um bônus de +2, a CON deve ser priorizada para aumentar a quantidade de pontos de vida do personagem, uma vez que as armaduras médias limitam o bônus de DEX na AC em +2. No caso do controlador e do apoiador que atua à distância, após a CHA chegar a 20, pode-se favorecer a DEX para melhorar a AC, a CON para melhorar um pouco os pontos de vida ou mesmo a WIS, para garantir um bônus melhor no teste de resistência e perícias ligadas a este atributo. O apoiador que atua no meio do combate pode seguir a mesma orientação que o personagem que atua como defensor.

Escola do Conhecimento
Adicional Magical Secrets: Aprende duas magias da lista de magia de qualquer classe, permitindo escolher magias de dano ou de controle mais efetivas do que as da lista do bardo.

Peerless Skill: Permite usar a característica Bardic Inspiration para rolar um dado de bônus em um teste de atributo, que inclui os testes de perícia.

Escola do Valor
Extra Attack: Permite realizar um ataque adicional ao usar a ação Attack.

Battle Magic: Permite usar uma ação para conjurar uma magia e usar a ação bônus para fazer um ataque.

Magical Secret: Essa característica permite ao bardo aprender duas magias da lista de magia de qualquer classe, permitindo escolher magias diferentes para compor o tipo de personagem que se quer construir. O personagem aprende mais duas magias no 14º e também no 18º nível.

Feats

Os Feats são habilidades poderosas, mas que fazem com que o jogador abra mão de aumentar os atributos de seu personagem para adquiri-las, exceto o Variant Human que ganha um Feat no 1º nível. A principal função do Feat é tornar o personagem especialmente bom em alguma atividade, ajudando o jogador a personalizar o seu personagem e deixá-lo mais parecido com o arquétipo imaginado.

Feat Descrição Papel Adequado
Defensive Duelist Ao usar uma arma com a característica finesse e ser atacado, pode usar a reaction para adicionar o bônus de proficiência na AC. Defensor
Elemental Adept Escolha um elemento, ao usar magia deste elemento ignora resistência e o resultado 1 em um dado é considerado como 2. Como bardo tem poucas magias que causam dano, o Feat permite aumentar a efetividade de algumas dela. Atacante e Controlador
Inspiring Leader Concede pontos de vida temporários para 6 criaturas amigáveis, inclusive o bardo, a cada descanso. Apoiador
Lucky Esse feat permite que você, em três jogadas diferentes por dia, jogue um novo d20 e escolha qual dado quer manter, seja um ataque, um teste de atributo, um saving throw ou um ataque que foi feito contra o seu personagem. Atacante e Defensor
Magic Initiate Aprende dois cantrips e mais uma magia de 1º nível de uma classe. Dar preferência para a lista de magia de sorcerer ou warlock, que também usam o CHA como atributo base. Atacante e Controlador
Savage Attacker Ao atacar com uma arma corpo a corpo, uma vez por turno um ataque bem-sucedido pode jogar o dado de dano da arma e somar o resultado ao total. Defensor
Sharpshooter Ao utilizar uma arma de ataque a distância, ignora a desvantagem por atacar a longa distância, ignora cobertura, e pode escolher sofrer -5 de penalidade no ataque para adicionar +10 no dano. Atacante
Shield Master Ao usar um escudo, permite usar uma ação bônus após um ataque para empurrar o inimigo; pode adicionar o bônus do escudo nos testes de resistência de magias cujo alvo é o bardo; e contra magias que ao passar no teste de resistência sofre apenas metade do dano, usa reaction para não sofrer dano ao passar no teste. Defensor
Spell Sniper Aprende um cantrip que exige um ataque, dobra o alcance de magias que exigem um ataque, faz com que os ataques ignorem cobertura. Atacante
War Caster Ganha vantagem no teste de CON para manter a concentração, permite usar componentes somáticos mesmo segurando armas e escudos, se uma criatura conceder ataque de oportunidade, permite conjurar uma magia na criatura ao invés. Defensor

Magias

A característica Spellcasting é, na prática, a característica mais versátil do jogo, uma vez que cada magia funciona como uma característica à parte que o seu personagem pode adquirir e, se não funcionar da maneira imaginada, pode ser substituída por outra. Conforme foi dito acima, a lista de magia do bardo prioriza magias de apoio e de controle, tendo poucas opções para dano. A seguir são listadas sugestões de magias para tornar cada um dos papéis mais efetivos no combate, no entanto existem diversas outras magias para auxiliar na exploração e na interpretação que o jogador deve se sentir a vontade para escolher conforme sua visão do personagem.

Apoiador: Deve favorecer magias que concedem bônus aos aliados.
• Cantrip –Vicious Mokery
• 1º – Cure Wounds, Faerie Fire, Healing Word, Heroism
• 2º – Enhance Ability, Invisibility, Lesser Restoration, See Invisibility
• 3º – Bestow Curse, Dispel Magic, Nondetection, Protection from Energy*
• 4º – Death Ward*, Dimension Door, Greater Invisibility, Polymorph
• 5º – Greater Restoration, Mass Cure Wounds, Raise Dead, Teleportation Circle

Atacante: Deve favorecer magias que causam dano ao inimigo. Lembre-se que as magias de ataque podem ser conjuradas com um espaço de magia superior para causar mais dano.
• Cantrip – True Strike, Vicious Mokery, Fire Bolt (high elf)
• 1º – Dissonante Whisper, Faerie Fire, Thunderwave
• 2º – Cloud of Daggers, Phantasmal Force, Shatter
• 3º – Bestow Curse, Lightning bolt*
• 4º – Greater Invisibility, Polymorph
• 5º – Cone of Cold*

Controlador: Deve favorecer magias que causam dano de área e dá penalidades aos inimigos.
• Cantrip – Vicious Mokery
• 1º – Bane, Charm Person, Sleep, Tasha’s Hideous Laughter, Thunderwave
• 2º – Blindness/Deafness, Cloud of Daggers, Crown of Madness, Heat Metal, Hold Person, Silence, Suggestion
• 3º – Dispel Magic, Fear, Fireball*, Hypnotic Pattern, Plant Growth Stinking Cloud
• 4º – Compulsion, Confusion, Hallucinatory Terrain, Ice Storm*, Polymorph
• 5º – Dominate Person, Geas, Hold Monster

Defensor: Deve favorecer magias de proteção e de dano.
• Cantrip – Blade Ward, Schoking Grasp*, Vicious Mokery
• 1º – Bane, Compelled Duel*, Cure Wounds, Thunderwave
• 2º – Cloud of Daggers, Enthrall, Hold Person, Shatter
• 3º – Bestow Curse, Dispel Magic, Hypnotic Pattern
• 4º – Compulsion, Freedom of Movement, Polymorph
• 5º – Geas, Mass Cure Wounds, Hold Monster, Mislead

* Magias da característica Magical Secret

Considerações Finais

O bardo oferece diversas opções para se jogar, ele pode ser um músico, um contador de histórias, um ator, um acrobata ou qualquer outro tipo de artista. Geralmente este personagem tende a assumir um papel de orador do grupo, usando sua eloquência para causar uma boa impressão ao interlocutor, mas não apenas isso: o bardo pode usar sua arte para enaltecer os feitos do grupo de personagens, ou desqualificar as ações dos inimigos perante sua audiência.

Ao criar seu personagem, pense no tipo de artista que você deseja que o bardo seja e no instrumento que ele usa, bem como no tipo de plateia para o qual ele gosta de se apresentar, seja o povo na rua de uma grande cidade, nas tavernas dos vilarejos ou nas festas de nobres. A escolha da escola também pode ajudar a definir o tipo de bardo que você desejar ser, um que viaja o mundo para testemunhar os fatos pessoalmente e transformá-los em histórias ou viajar o mundo para descobrir obras há muito esquecidas ou de conhecimento de poucos para encantar sua plateia.

Por Rafael Viana Silva
Equipe REDE
RPG

 

UnearthedArcana_Bard_Article

Encontro de Setembro da REDERPG no McDonald’s (174º Encontro)

Awaken RPG: Uma segunda chance de financiamento!